poeminha

a mão
o espesso espaço
que nos separa
a fala
que ensina alucina
em confusão
o beijo
leve leva
a emoção
tão tarde
tão tarde
tão triste
que existe
a lágrima
a pingar em soluço sobre o travesseiro

Comentar

Você precisa ser um membro de POESIA para adicionar comentários!

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço