Mirele Alves Hasselqvist
  • Feminino
  • Porto Alegre/RS
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Mirele Alves Hasselqvist

  • Mauro
  • Luis Nassif

Presentes recebidos (1)

De Mauro
 

Página de Mirele Alves Hasselqvist

Últimas atividades

Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

SUJA OU O PECADO

Escreve e sua escrita é suja, dizem... o papel está marcado pelas noites imaginadas; tudo é possível entre carnes, exceto dizê-las. Tudo é lícito, exceto a palavra. O crime, não está em se fazer jorrar e deitar sementes neste ou naquele lugar; mas em ser pronunciado; provando que o Marquês estava certo e as partes do corpo não são todas iguais; sendo umas puras e outras imundas.Imunda é a boca que pronuncia, as mãos que deitam letras em folhas, como se fossem virgens prestes a ser defloradas.O…Ver mais...
17 Jan
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

O Tempo

TempoO de Maria é o Já enquanto memórias de ontem atormentam o hoje e fazem do amanhã ontem, quando se desespera a esperança. Enquanto escolho as palavras e ordeno os pensamentos já lá se vai apressado o tempo em busca dos prazeres; mas prazeres em tempos que tais requerem capital e capital requer tempo e o tempo é o mesmo tempo dos prazeres renunciados em prol do capital que requer tempo...coisa confusa e que faz perecer a memória; mas memória é passado e o que é o passado senão o presente a…Ver mais...
3 Jan
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

O peso das palavras

O peso das palavrasVivia com medo e no medo..Em seus pesadelos, palavras caiam pesadamente sobre sua cabeça; o sonho era recorrente; mas era sonho e as palavras, pequenos traços impressos em tomos deselegantes... a vida era o aqui e o agora e as palavras; dimensões errantes- assustadoras, corriam pela casa, bocas escancaradas sobre o passado, mesmo quando seus passos…Ver mais...
9 Out, 2021
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist
2 Ago, 2021
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

Estou enferma ou a Ditadura ou a (In)diferença ou simplesmente o caos...ou o Amor...ou...

Estou enferma; sinto que meus sedimentos mais profundos se movem e o suave tremor em meu peito não traduz a imensidade do abalo; Estou enferma...Enfermo provém da palavra latina 'infirmum', 'infirmu-', que significa: aquele que não está firme Não estou firme, estou viva e minha enfermidade me lembra o quanto. Firmeza é o que sentia quando estava perdida e não me sentia viva...Estou enferma e não encontro frases, desperdiço palavras ...as sílabas me fogem, as letras não fazem sentido, dançam na…Ver mais...
26 Abr, 2021
Mirele Alves Hasselqvist comentou a postagem no blog Minha Filha de Mirele Alves Hasselqvist
" Querido Mauro, Zamiatin foi uma descoberta recente....George Orwell o descreveu como influenciador de Huxley, porem " com mais consciência política....Eu diria que 1984 teve por base " Nós" .... Minha filha…"
16 Abr, 2021
Mauro comentou a postagem no blog Minha Filha de Mirele Alves Hasselqvist
"Aprendi com o seu texto o tanto de amor envolvido na concepção, e no parir de uma filha do coração. Aprendi com a citação de Zamiatin, a descobrir o livro “Nós”. Afinal, qual sentido…"
15 Abr, 2021
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

Minha Filha

Minha filha Minha filha não é parda, é indígena; mas ainda assim: parda é a definição em seus documentos;Minha filha é filha; mas ainda assim, adotiva é o adjetivo que nunca falta quando alguém se refere a ela;Minha filha foi adotada para ser filha; mas ainda assim não falta quem chame de benevolência;Minha filha não teve escolhas e a isso chamam sorte;Minha filha foi vítima de abandono e violência -  vítima-  e a isso chamam pouca inteligência;Minha filha tem na dureza da sobrevivência o único…Ver mais...
13 Abr, 2021
Mauro comentou a postagem no blog A pantera ou a Revolução de Mirele Alves Hasselqvist
"A fera que nos habita está domesticada enquanto os mecanismos de alienação ainda forem eficazes. A conscientização será uma construção coletiva impulsionada por arquétipos predominantes…"
21 Mar, 2021
Posts no blog por Mirele Alves Hasselqvist

A pantera ou a Revolução

Transponho  as três grades da casa e já na lixeira encontro quem a fome busca aplacar; mais constantes que qualquer um na vizinhança, não têm nome nem face; em nome da sobrevivência os transformo em pontos indistintos do habitual cenário de bairro, me opondo à constância também dos dias e à insistência de seguirem pobres na melhor acepção do termo já que apenas lhe falta o que qualquer um poderia ter... fosse justa a vida e dividido o pão. Caminho pelas ruas certa de que a Democracia, como a…Ver mais...
16 Mar, 2021

Informações do Perfil

Profissão
Advogada, escritora, cozinheira e polemista por diletantismo

Rolezinho

Hoje lendo  este trecho do artigo de Luiz Flávio Gomes"Na sociedade do espetáculo, a lógica da legislação penal emergencial e populista é sempre a mesma: agir logo em seguida a um fato espetacularizado pela mídia, no calor dos acontecimentos e, se possível, com o cadáver ainda sobre a mesa"-imediatamente lembrei da polêmica do 'rolezinho' que já está deixando de ser polêmica (bem entendida esta como a espetacularização de que trata o professor) e por isto mesmo imagino que serei considerada anacrônica. Ocorre que, ao contrário dos açodados telespectadores da Globo e leitores da Veja, gosto de ficar "trocando orelhas' como os muares fazem até estar certa do que  que li, do que vi, do que os outros pensam, do que penso eu e finalmente do que gostaria de dizer a respeito. 

Que todos tem o direito de ir e vir, me parece óbvio sob o manto da constituição vigente, a menos que ela não esteja mais em vigor e eu não saiba. Que o rolezinho é um teste de aceitação para uma sociedade que não aceita o desvalido, também me parece óbvio. O que me preocupa  mesmo é a superficialidade com que a questão foi tratada. Afinal de contas não ouvi nenhuma voz a favor do direito dos jovens desvalidos à saúde, à comida, à educação e sim uma defesa do passeio no shopping e o direito a igualar-se em imbecilidade aos chamados  depreciativamente 'coxinhas'. Pois é; direito de passear no shopping todo mundo tem, mas será que é um direito defensável sobre todos os demais?  Vivemos em um país de desigualdades mutantes em que o direito a comprar um simulacro de direitos é vendido como um super-direito irrenunciável. Paro e penso que existem lugares divididos em áreas VIPS e áreas comuns e nos quais uma tira de madeira, uma fita ou um segurança são divisores de águas entre o espumante e a cerveja barata. É o tipo de sociedade em que vivemos que está errado, errado, errado e isto também já sabemos.Ocorre em todos as castas. Eu disse castas? Sim castas sociais, estamentos estanques aos quais aparentemente estamos presos ao longo de uma vida sem direito a progredir. E há uma perversão midiática de razões de parte a parte. Será que os rolezinhos são temidos por uma burguesia preconceituosa e imbecil por ser preconceituosa e imbecil somente ou será que vivemos em um país que não assegura nada e com isto nos entregou como reféns ao medo? Será que os rolezinhos tem o direito de entrar na Nike e comprar um boné  de 'coxinha', ou deveríamos viver em uma sociedade em que não fosse necessário gastar o salário do mês em um acessório importado para sentir-se gente?Será que os lados são tão adversos ou nos tornamos vítimas de um mesmo sistema ao qual é mais fácil criar castas inimigas do que eliminar as castas? 

Blog de Mirele Alves Hasselqvist

SUJA OU O PECADO

Escreve e sua escrita é suja, dizem... o papel está marcado pelas noites imaginadas; tudo é possível entre carnes, exceto dizê-las. Tudo é lícito, exceto a palavra. O crime, não está em se fazer jorrar e deitar sementes neste ou naquele lugar; mas em ser pronunciado; provando que o Marquês estava certo e as partes do corpo não são todas iguais; sendo umas puras e outras imundas.

Imunda é a boca que pronuncia, as mãos que deitam letras em folhas, como se fossem virgens prestes a ser…

Continuar

Postado em 17 janeiro 2022 às 13:34

O Tempo

Tempo

O de Maria é o Já enquanto memórias de ontem atormentam o hoje e fazem do amanhã ontem, quando se desespera a esperança. Enquanto escolho as palavras e ordeno os pensamentos já lá se vai apressado o tempo em busca dos prazeres; mas prazeres em tempos que tais requerem capital e capital requer tempo e o tempo é o mesmo tempo dos prazeres renunciados em prol do capital que requer tempo...coisa confusa e que faz perecer a memória; mas memória é passado e o que é o passado senão o…

Continuar

Postado em 3 janeiro 2022 às 21:49

O peso das palavras

O peso das palavras

Vivia com medo e no medo..

Em seus pesadelos, palavras caiam pesadamente sobre sua cabeça; o sonho era recorrente; mas era sonho e as palavras, pequenos traços impressos em tomos deselegantes... a vida era o aqui e o agora e as palavras; dimensões errantes- assustadoras, corriam pela casa, bocas escancaradas sobre o passado,…

Continuar

Postado em 9 outubro 2021 às 1:30

O Brasil do combate ao Comunismo

Postado em 2 agosto 2021 às 13:19

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Em 11:14am on março 21, 2021, Mauro deu para Mirele Alves Hasselqvist um presente...
Presente
Agradeço seu carinho no simbolismo de um presente. Retribuo com a alegria do reencontro.
Às 21:54 em 11 julho 2016, Mauro disse...

É com alegria que faço mais uma amizade no Portal. Tenho certeza que a troca de idéias, trará novos conhecimentos e descobertas. Obrigado.

 
 
 

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço