viviane neves legnani
  • Feminino
  • Brasília -df
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos (2)
  • Grupos
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Presentes recebidos

Presente

viviane neves legnani ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de viviane neves legnani

Informações do Perfil

Profissão
professora universitaria

A construção diagnóstica de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade: uma discussão crítica

A construção diagnóstica de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade: uma discussão crítica

Viviane Legnani, Sandra Francesca Conte de Almeida

 

Resumo

 

O artigo analisa criticamente a produção discursiva médica atual em torno
das investigações sobre o psiquismo e suas manifestações psicopatológicas,
ancorada nos avanços das neurociências. Esse discurso gera, comumente, uma prática
diagnóstica que reduz as manifestações subjetivas e sociais às categorias de
"distúrbios" e "transtornos". Considerando a infância, o percurso e as vicissitudes do seu desenvolvimento, o Transtorno de Déficit de Atenção/ Hiperatividade é uma das descrições mais utilizada dentro dessa visão diagnóstica. Pretende-se, neste estudo, de natureza teórica, abrir um espaço de reflexão acerca desse quadro clínico, objetivando contribuir na ressignificação de concepções e práticas mais críticas dos profissionais que atuam no campo clínico e educativo junto às crianças com tal diagnóstico.

 

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 22:27 em 8 setembro 2010, cassiana harfuch telles andrino disse...
Obrigada por responder. O meu e-mail é: cassianaandrino@hotmail.com se preferir, meu telefoneé: 9904 4609
Às 14:47 em 8 setembro 2010, cassiana harfuch telles andrino disse...
Cara Viviane, fui sua aluna na pós graduação da UCB. Gostaria de saber se vc tem algum grupo de supervisaõ, ou se predispõe a uma supervisão individual. Estou com um caso interessante, de uma criança de 2 anos e 8 meses onde, de acordo com o DSMIV,apresenta um quadro de transtorno invasivo. No entanto, é uma criança muito afetuosa onde parece estar numa relação dual com a mãe, alienada a ela. Percebe-se que a criança ocupa o lugar de desjo da mãe. Desta forma, gostaria de conversar com vc sobre o caso para saber se minhas percepções estão corretas, assim como minhas intervençoes. Obrigada. agurado o retorno assim q possível.
P.S. Puxa, foi muito difícil achar um contato seu.
Abs, Cassiana.
 
 
 

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço