Todas as postagens no blog marcadas com 'paixão' (15)

Perdendo o chão...

Bom mesmo é perder o chão por alguém...
Quando esse alguém também perde o chão por você...
E assim vocês dois podem flutuar juntos...

Adicionado por Marlise Julião em 23 abril 2015 às 10:44 — Sem comentários

Mulheres & Vivências

O dia está ensolarado... opa… já mudou, se tornou chuvoso e cinzento com aquela garoa fininha e contínua, que encobre nossos morros que cercam nossa cidade... Faz calor, estranhamente faz calor, pois quando era verão fazia frio (………) coisas do efeito estufa…….…

Continuar

Adicionado por Marlise Julião em 2 agosto 2014 às 21:30 — Sem comentários

Triângulos da paixão

Marco Antônio - Cleópatra - Júlio César

June - Anaïs Nin - Henry Miller

Bentinho - Capitu - Escobar

Vadinho - Dona Flor - Dr. Theodoro Madureira

Pagu - Oswald de Andrade - Tarsila

Frank Sinatra - Nancy - Ronald Reagan

Jacqueline - Marilyn Monroe - John Kennedy

Mulher Gato -…

Continuar

Adicionado por Paulo Gurgel Carlos da Silva em 14 outubro 2012 às 16:55 — 2 Comentários

O amor é cego

:-)

SLIDESHOW

Adicionado por Paulo Gurgel Carlos da Silva em 13 setembro 2012 às 0:10 — Sem comentários

poema de Catulo de Paixão Cearense



Um ateu, um misantropo

Fabulista, como Esopo

Disse a um santo, exasperado:



"Se Deus tivesse criado

A humanidade a meu gosto

Muito melhor a criara

Lhe dando apenas um rosto

Para eu cuspir-lhe na cara!"



- Pois eu já penso o contrário, - 

Disse, beijando o rosário

O santo, em sua humildade:



- Quisera que a humanidade

Nesta existência de…

Continuar

Adicionado por Ivone Prates em 3 agosto 2011 às 14:48 — 2 Comentários

Isabel Allende e a paixão

Adicionado por Elianne Diz- Laura Diz em 5 junho 2010 às 21:40 — 3 Comentários

ARRIGO BARNABÉ CANTA LUPICÍNIO RODRIGUES

ARRIGO BARNABÉ CANTA LUPICÍNIO RODRIGUES

Adicionado por joao carlos pompeu em 19 maio 2010 às 16:10 — Sem comentários

A PULGA (do Donne) A MULHER (à cata...) A PAIXÃO (de sangue) E... (pula para) A DANÇA CONTEMPORÂNEA...

A pulga



Repara nesta pulga e apreende bem

Quão pouco é o que me negas com desdém.

Ela sugou-me a mim e a ti depois,

Mesclando assim o sangue de nós dois.

E é certo que ninguém a isto alude

Como pecado ou perda de virtude.



Mas ela goza sem ter cortejado

E incha de um sangue em dois revigorado:

É mais do que teríamos logrado.



Poupa três vidas nesta que é capaz

De nos fazer casados, quase ou mais.

A pulga… Continuar

Adicionado por joao carlos pompeu em 6 maio 2010 às 16:00 — 1 Comentário

haicai 142



haicai 142… Continuar

Adicionado por joao carlos pompeu em 3 abril 2010 às 12:30 — 1 Comentário

NANOBIOGRAFIA PRODUZIDA MUSICAL OFF-BROADWAY

NANOBIOGRAFIA PRODUZIDA MUSICAL OFF-BROADWAY
my way
foi-se confusão de acasos
dos deuses dos diabos
briga de foice dark
na nessecidade
à ocasociocidade
das horas desditas
da paixão
aos spins de luz
e razão

the and

jc.pompeu, jun 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 8 outubro 2009 às 19:00 — Sem comentários

HAICAI DUPLO 118

haicai duplo 118

limbo da insônia
noite nua sangra sol de vênus
paixão na carne

paixão narcisa
si queima si sangra si lambe
- eu espelho meu...

jc.pompeu, agosto do freguês volte sempre 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 4 setembro 2009 às 16:10 — Sem comentários

HAICAI 110

haicai 110

limbo da insônia
noite nua sangra sol de vênus
paixão na carne

jc.pompeu, ago 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 27 agosto 2009 às 23:00 — Sem comentários

NANOPOEMA: POESIA TRÁGICA DO AMOR ETERNO NO TEMPO DA CRISE

NANOPOEMA: POESIA TRÁGICA DO AMOR ETERNO NO TEMPO DA CRISE

amo a cris
cris em crise
crise no amor
amor no tempo da crise
odeio a cris
cris! tô louco
(de amor)
cris ou crise
eis a questão

jc.pompeu, abr 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 28 abril 2009 às 15:58 — Sem comentários

NANOPOEMA: ANATOMIA DO AMOR APAIXONADO II

NANOPOEMA: ANATOMIA DO AMOR APAIXONADO II

mão (desliza) pela coxa
mão (envolve) o seio
sedução de amor
na palma da mão

jc.pompeu, abr 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 21 abril 2009 às 15:00 — Sem comentários

NANOPOEMA: ANATOMIA DO AMOR APAIXONADO I

NANOPOEMA: ANATOMIA DO AMOR APAIXONADO I

dá o ombro
dá de ombro
briga de amor
é ombro a ombro

jc.pompeu, abr 2009

Adicionado por joao carlos pompeu em 9 abril 2009 às 16:30 — Sem comentários

Arquivos mensais

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

1999

1970

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço