Blog de Nilson Lattari -- dezembro 2014 Arquivo (11)

E SE VOCÊ ACHASSE ALGO PERDIDO: UM MUSTANG 67?

            A americana Lynda Alsip recebeu um surpreendente telefonema de uma autoridade sobre a recuperação de um veículo que lhe foi roubado vinte e oito anos atrás.

            Qual terá sido a sua emoção ao sentar no banco do carro depois de todo esse tempo? Terá revivido a sua vida, pelos percalços que o veículo passou longe da sua companhia, quantas aventuras viveu e quantas cidades conheceu, estradas, pessoas, quantas conversas ouviu?

            Seu carro é mais ou…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 31 dezembro 2014 às 16:00 — Sem comentários

MITO E REALIDADE: HILDA FURACÃO

 

          Hilda Maia Valentim, que morreu em Buenos Aires, nesta semana, é uma daquelas personagens que dão vida à literatura sem ter vivido o fato retratado na ficção. Como as polêmicas que aconteceram nos imbróglios acerca das biografias de famosos, Hilda Furacão, a personagem, se apropriou de uma Hilda real, como nas palavras do…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 31 dezembro 2014 às 1:00 — Sem comentários

O PT IMPLODE O PT

            No último mês, posterior à eleição, um grande buraco foi aberto dentro do Partido dos Trabalhadores. Após uma eleição com uma margem pequena de votos, a presidenta Dilma foi reeleita, quando, já ao final da campanha, os marqueteiros tentavam desvincular a candidata do partido, então envolvido no processo da Petrobrás.

            Proclamado o resultado das urnas, a montagem do ministério e as recentes medidas, ditas impopulares, abriram uma espécie de indignação no…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 31 dezembro 2014 às 0:00 — Sem comentários

MERVAL, O DEUS EX-MACHINA

            Lendo a coluna de O Globo, do articulista Merval Pereira, em dado momento ele diz que “Já aparecem relatos de que a Presidente (sic) Dilma estaria deprimida, e que teria até mesmo chorado recentemente, depressão atribuída...”.

            Em alguns momentos da investigação, normalmente o assinante da reportagem atribui a fontes, determinadas atuações e desenvolvimentos de ações nos governos, negócios, etc.

            O articulista, no entanto, junta cacos de coisas…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 28 dezembro 2014 às 17:00 — Sem comentários

BATE, REBATE: BOLSONARO OU ROSÁRIO, QUEM FICA COM A MELHOR PARTE?

            Ainda repercute na mídia, nos blogs, a questão que envolveu os deputados quanto a quem devia bater, ou apanhar, ou merecer qualquer coisa. Um último comentário que li foi de que, sendo Luciana Genro, o deputado se daria mal.

            Como!?

            Foi lembrado o debate em que a Luciana Genro se insurgiu contra o candidato Aécio Neves e o seu dedo acusatório. No entanto, a mesma Luciana Genro tinha o dedo em riste quando fazia contestações.

           …

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 26 dezembro 2014 às 20:00 — Sem comentários

EM NOME DA GOVERNABILIDADE: QUAL DELAS?

            O recente imbróglio das nomeações da presidenta tenta encontrar em alguns analistas a desculpa da governabilidade, própria de um governo presidencialista que precisa negociar com o Congresso a aprovação de leis que deem rumo ao governo.

            A questão é que a governabilidade tem dois parâmetros: a governabilidade com a acomodação de aliados e a governabilidade como projeto de governo.

            Senão, vejamos. Todos sabem que os presidentes, e a presidenta…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 25 dezembro 2014 às 15:30 — Sem comentários

UM TAPA NA CARA DOS PROFESSORES

            A nomeação de Cid Gomes para a pasta da Educação demonstra a total dissociação dos votos entregues à atual mandatária eleita e o que ela pensa sobre Educação.

            A frase do novo ministro “Quem quer dinheiro vai procurar outra atividade”, tratando a educação como mercadoria, dissolve qualquer possibilidade e esperança de que a educação no país se altere.

            A frase acima coloca a educação como uma transação normal no capitalismo, ou seja, estuda…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 23 dezembro 2014 às 22:30 — Sem comentários

COISAS EM COMUM: A DIPLOMAÇÃO DO AÉCIO; A LRF E BOLSONARO

            Sim. O que poderia haver de comum entre as três coisas acima, aparentemente sem noção nenhuma? A primeira: a tentativa de diplomação do candidato não escolhido, Aécio Neves, com uma atropelada via tapetão, no melhor estilo do advogado do Fluminense, pode ser classificada de surreal. O que pode passar na cabeça de alguém que uma defesa dessas possa ter algum respaldo na Justiça?

            A segunda seria a outra tentativa de passar a lei de responsabilidade fiscal (LRF),…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 20 dezembro 2014 às 12:30 — Sem comentários

SERIAL KILLER BRASILEIRO: ATÉ ONDE A ARTE É RESPONSÁVEL

            Na última semana uma das notícias mais terríveis foi a prisão e a confissão de um serial killer brasileiro, com quarenta e três vítimas fatais, pego em flagrante tentando executar sua última vítima, ato que não consumou.

            No melhor clima de Criminal Minds, um seriado americano na TV paga, onde sofisticados e autores de numerosos crimes são perseguidos, o nosso serial tupiniquim, um indivíduo que cursou até o quinto ano, negro, morador na periferia da cidade do…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 13 dezembro 2014 às 18:30 — Sem comentários

SOMENTE UM TOLO DUVIDA DO PODER DA MONOTONIA

            A enxurrada de especialistas tem a missão principal de manter o espectador diante de uma tela para cumprir a mesma finalidade de hipnose. Reparem nas notícias que abundam em nossos jornais, informativos na internet, no caso da diva da vez, a celebridade que realiza atos prosaicos, como fazer compras, passear com os filhos; daquela que é “descoberta” tomando um plácido sorvete, nadando no mar, saindo dele como a sereia; podemos imaginar que, colocando lado a lado as fotos, parece…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 11 dezembro 2014 às 1:00 — Sem comentários

A METONÍMIA TUCANA

            A figura de linguagem – metáfora – é a substituição de uma palavra por outra, quando existe uma relação de proximidade. No discurso, essa figura é substituída por um chavão que se coloca em alguém ou em uma instituição, seja para marcá-la negativa ou afirmativamente.

            Não chega a ser um apelido, mas uma espécie de marca. E, no caso da política, essa marca serve para definir normalmente tudo que de negação possa existir, vinculando o nome e permitindo que…

Continuar

Adicionado por Nilson Lattari em 7 dezembro 2014 às 13:30 — 2 Comentários

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço