Blog de Jose luiz ribeiro da silva -- novembro 2010 Arquivo (87)

Wikileaks: leia o telegrama do embaixador dos EUA sobre golpe em Honduras

Wikileaks: leia o telegrama do embaixador dos EUA sobre golpe em Honduras

29 de novembro de 2010 às 18:19 2 Comentários

Recebi do pessoal do Vila Vudu a tradução do telegrama enviado, pelo embaixador dos EUA em Honduras à época do golpe, Hugo Llorens, para o Departamento de Estado estadunidense. É uma pérola que deve fazer corar não só os falcões da política externa daquele país, mas que coloca boa parte do PIG brasileiro no seu devido lugar, o chiqueiro da história.



Com… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 30 novembro 2010 às 9:33 — Sem comentários

DILMA RECUSA CONVITE DE VISITAR OS EUA ANTES DA POSSE

Dilma diz não a Obama

Presidente eleita surpreende e recusa convite para visitar os Estados Unidos antes da posse

Claudio Dantas Sequeira

PRESSA

Obama quer encontro com Dilma para

resolver pendências diplomáticas

Ao ser eleito em 2002, o presidente Lula realizou um giro pelo continente que teve como primeiro destino os Estados Unidos. Lula tinha aceitado prontamente o convite de George W. Bush, inaugurando um novo e bom momento das relações bilaterais. Há duas… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 29 novembro 2010 às 23:14 — Sem comentários

Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro denuncia que alunos e professores passaram a noite nas escolas impedidos de retornar pelas forças de ocupação

Nota do Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro

Por SEPE-RJ 26/11/2010 às 11:08



"... Não há como negar que profissionais e alunos tiveram que passar a noite dentro das

creches por conta desta situação..."

Aos Profissionais e comunidade escolar da EM. Joracy Camargo, da Creche Municipal

Betinho e da Creche Municipal Caracol



No final da tarde de hoje fomos informados que profissionais e alunos da E M Joracy

Camargo, ainda estavam no interior… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 29 novembro 2010 às 19:59 — 1 Comentário

Laurindo Leal: Donos da mídia estão nervosos

29/11/2010 | Copyleft

A Veja andou atrás do blogueiro Renato Rovai querendo saber como foi feita a articulação para que o presidente Lula concedesse uma entrevista a blogs de diferentes pontos do Brasil. Estão preocupadíssimos.



por Laurindo Lalo Leal Filho, em Carta Maior



O blogueiro Renato Rovai contou durante o curso anual do Núcleo Piratininga de Comunicação, realizado semana passada no Rio, que a Veja andou atrás dele querendo saber como foi feita a articulação… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 29 novembro 2010 às 19:39 — Sem comentários

Vazamento de mensagens causa crise diplomática global

US embassy cables leak sparks global diplomatic crisis



28/11/2010, do jornal britânico Guardian



Tradução do coletivo da Vila Vudu, com colaboração do Viomundo



Os EUA foram lançados em uma crise diplomática mundial com o vazamento, para o jornal britânico Guardian e outros veículos internacionais, de mais de 250 mil telegramas secretos de embaixadas dos EUA, alguns dos quais enviados em fevereiro de 2010.



Na primeira matéria de uma série sobre… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 29 novembro 2010 às 19:34 — Sem comentários

sobre Dantas:O Conversa Afiada re-publica e-mail que recebeu do amigo navegante Luís Roberto Demarco:

Paulo Henrique,



Parabéns pelo record dos 12 milhões de páginas vistas do seu blog!



Como você está sempre atento ao que fazem os Dantas e “assemelhados”, talvez esta notícia seja do interesse do Conversa Afiada.



Ganhei mais uma do Dantas na Suprema Corte Inglesa (Her Majesty Privy Council – Conselho Privado da Rainha – que é a Suprema Corte para todos os casos judiciais dos ex-territórios ingleses – Cayman, Chipre, Ilhas Mauricio, Hong Kong, BVI, India, etc - que… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 29 novembro 2010 às 18:58 — 1 Comentário

Revista inclui Celso Amorim em lista de 'pensadores globais' de 2010

Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 28 novembro 2010 às 20:19 — Sem comentários

UMA PEQUENA CORREÇÃO A DORA KRAMER

Resmungos da velha mídia

A velha mídia não ficou nada contente com a entrevista coletiva que Lula nos concedeu. Nunca antes na história deste país jornais redigiram textos e textos criticando uma entrevista coletiva concedida a outro veículo de comunicação.



Chegam ao cúmulo de sugerir que Lula deva se limitar a dar entrevistas a seus opositores políticos, devendo manter todos aqueles que de uma forma ou de outra seja simpáticos a seu governo em profundo ostracismo. Do contrário,… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 28 novembro 2010 às 20:10 — 4 Comentários

Polícia critica redes de TV por transmissão ao vivo de operações no Rio

O Serviço de Comunicação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) no Rio de Janeiro criticou a Globo e a Record por estarem transmitindo ao vivo, de seus helicópteros, a operação policial que ocorre na Vila Cruzeiro (zona norte do Rio de Janeiro).



Para o Bope, a transmissão mostra o espectro da ação policial, e isso facilita a estratégia de defesa dos traficantes. "Um desserviço o prestado pelas aeronaves de Record e Globo", diz mensagem do Bope no Twitter.



"Estamos… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 28 novembro 2010 às 20:05 — 1 Comentário

O delegado Beltrame ganhou a batalha.

O delegado Beltrame ganhou a batalha.



Ele não acabou com o tráfico nem com o crime organizado no Rio – o que é impossível.



Mas, ele botou o tráfico para correr.



E as milícias também correram, apesar do apoio que elas deram, nas eleições, ao Marcelo Lunus Itagiba, braço direito e esquerdo do Padim Pade Cerra.



Beltrame ganhou a batalha porque pôs para funcionar a ideia que o governador Sérgio Cabral trouxe da Colômbia: as Unidades… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 26 novembro 2010 às 14:33 — Sem comentários

A herança maldita do Serra

Messias Pontes



Com a vitória de Dilma Rousseff à Presidência da República era de se esperar que a baixaria, o preconceito, a intolerância e o ódio disseminados pelo candidato demotucano José Serra – o “Zé” Traíra – morressem com a eleição. No entanto, tudo isso permanece e não resta dúvida que até aumentou. É o que se pode chamar de herança maldita do Serra.



A extrema direita preconceituosa e racista não absorveu ainda a derrota do seu candidato, e por isso mesmo quer… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 25 novembro 2010 às 22:35 — Sem comentários

ADOLESCENTE AGRESSOR DA PAULISTA É INTERNADO NA FUNDAÇÃO CASA

Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 25 novembro 2010 às 22:11 — Sem comentários

CORE - Prima civil e menos famosa do Bope quer novo endereço, blindados modernos e mais estrutura para diminuir riscos em operações



Uma Kombi com vidros fumê sobe a Rocinha na manhã da quinta-feira, 11 de março, pela Estrada da Gávea repleta de carros, motos e pedestres. Dentro da van, estão oito policiais armados de fuzis e pistolas da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), grupo de elite da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Entre eles, o delegado titular da Core, Marcus Maia, 35 anos. Os policiais têm informação confiável e objetivo audacioso: em uma ação tática fulminante, pretendem parar em frente à casa de Francisco Bonfim Lopes, o Nem, o chefe do tráfico na favela, desembarcar, invadir o imóvel e prendê-lo. E depois, "esperar o socorro, sozinhos na Rocinha", explicou Maia.

Uma Kombi com vidros fumê sobe a Rocinha na manhã da quinta-feira, 11 de março, pela Estrada da Gávea repleta de carros, motos e pedestres. Dentro da van, estão oito policiais armados de fuzis e pistolas da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais), grupo de elite da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Entre eles, o delegado titular da Core, Marcus Maia, 35 anos. Os policiais têm informação confiável e objetivo audacioso: em uma ação tática fulminante, pretendem parar em frente à casa de Francisco Bonfim Lopes, o Nem, o chefe do tráfico na favela, desembarcar, invadir o imóvel e prendê-lo. E depois, "esperar o socorro, sozinhos na Rocinha", explicou Maia.



A tensão no interior do automóvel é evidente. É quase uma missão suicida: estima-se que haja ao menos 200 criminosos armados na Rocinha, e eles identificam ao menos três com pistola no caminho. O pequeno grupo teria o apoio de sete agentes, que cercariam a rota de fuga dos traficantes, pela mata. Tinha ido para lá cedo, qual andarilhos, mochila nas costas guardando os fuzis com a coronha retrátil. Outro grupo de apoio estava na Gávea, antes do túnel (para não ser visto), a cerca de 3km dali.

Cerca de 100 metros à frente da Kombi, uma batida de carros interrompe completamente o fluxo. Os policiais deliberam rapidamente sobre o que fazer – ainda faltava um bom trecho até a casa. "Abandonamos a Kombi e saímos correndo que nem malucos, subindo a Rocinha em direção à casa." Quando traficantes viram o grupo armado, começou um tiroteio intenso. Sete homens que tentaram fugir em direção à mata foram alvejados e mortos pelos "andarilhos" da Core.



Nem escapou, e o socorro da Core chegou em seguida. A operação, que envolveu 80 policiais de cinco delegacias diferentes, não prendeu ninguém, mas apreendeu três fuzis, uma metralhadora, quatro pistolas e granadas.



Aventura





É de ações assim, quase aventureiras à primeira vista, que a Core e seus homens de preto da Polícia Civil fizeram a fama. Diferentemente do primo mais famoso Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), da Polícia Militar, a Core atua com grupos menores de homens em ações mais táticas e pontuais, com objetivos mais específicos.



"Não temos a mesma logística. Falta efetivo e estrutura. Somos uma força mais tática, o Bope tem mais músculo, no sentido de efetivo. Somos um grupo pequeno, não temos pessoal suficiente para tomar uma favela inteira, mas entramos e tomamos qualquer casa, qualquer objetivo em uma favela, com dez, 15 homens", disse Marcus Maia.



O Bope tem um batalhão próprio, com área para treinamento, e maior efetivo operacional. A Core se espreme em uma área improvisada ao lado da sede da Chefia de Polícia. Na atual, por vezes, falta espaço e vaga para o blindado estacionar. Por isso, planeja mudar de sede, para um local mais amplo que possa abrigar todas as suas seções – há previsão de uma área para a Core na nova Cidade da Polícia, a ser construído.



A unidade usa blindados e quer trocá-los por outros mais modernos. Atualmente são dois – um quebrou na Avenida Brasil (via que liga o centro à zona oeste), em operação na quarta-feira.



‘Cada macaco no seu galho’



Marcus Maia, coordenador da Core: caveira, símbolo de operações especiais, nas bandeiras e até na camisa polo

Boa parte de seus integrantes operacionais fez uma das seis edições do Curso de Operações Táticas Especiais (COTE), com seis semanas de duração. É uma variação mais curta do COEsp (Curso de Operações Especiais Policiais), do Bope – retratado no filme Tropa de Elite –, onde ao menos três da Core já estiveram.



O delegado Marcus Maia nega haver rivalidade com o Bope. "Não tem nenhuma rivalidade, nós nos ajudamos e temos vários amigos lá. Não tem ciúme, mas é cada macaco no seu galho. Treinamos na favela deles (Tavares Bastos, onde fica o Bope), eles usam nossa casa de tiro... Temos nossos resultados, sabemos o que podemos fazer. E é bom ver o vizinho bem. Se precisar de algo, estamos aqui. O que não falta é vagabundo no Rio", afirma Maia, que reconhece não haver treinamento conjunto.



Como no Bope, há um culto ao "policial de operações especiais", tido como mais preparado que os demais. Nas paredes de entrada da sede da unidade, ao lado da sede da Chefia de Polícia, no centro, lêem-se a “Oração das Forças Especiais” e a lista dos 98 formados pelo Curso de Operações Táticas da Core e pelo Curso de Operações Especiais Policiais (COEsP) e a divisa “Falcão Sempre!”.



A Core usa alguns símbolos comuns de unidades de operações especiais, como o Bope. Durante operações, seus integrantes vestem gandolas (camisas) e calças pretas. O símbolo da unidade também é referência às forças especiais: uma caveira com um punhal transfixado – de baixo para cima – cruzada por dois fuzis.



Uma citação anônima gravada em um quadro define a Core, segundo um experiente policial, que se apresenta apenas como Vieira. “Se as condições forem normais, venceremos; se as condições forem anormais, também venceremos; e se, além de tudo, as condições forem totalmente desfavoráveis, ainda assim nós estaremos no páreo.”



Estrutura



Core enfrenta problemas de estrutura. Falta lugar até para estacionar seus veículos

Apesar de ser sua face mais visível, a Core não é só operação em favela. Seus 400 policiais são divididos em áreas tão diversas como escolta de dignitários (quase cem policiais), atiradores de precisão (snipers), Esquadrão Antibomba, Retrato Falado, Aeropolicial (cerca de 20, entre pilotos e tripulantes atiradores, de três helicópteros), Operações com Cães, lavagem de dinheiro, Operações Marítimas, entre outras.



O delegado niteroiense e bacharel em Direito nunca imaginou virar policial. Após concluir a faculdade de Direito, estudou um ano para ser juiz. Fez um concurso para delegado, passou e ficou. "Estava duro, precisando trabalhar. Entrei, fui gostando, as coisas foram conspirando favoravelmente e não me pergunte como vim parar aqui na Core",







Foto: Fabrizia Granatieri

Símbolo da Core é uma caveira com punhal e fuzis atravessados, referências a forças especiais…

Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 25 novembro 2010 às 22:06 — Sem comentários

Indústria da multa em Curitiba

Diz a lenda britânica que Robin de Locksley ficou indignado com a sede da monarquia inglesa pelos impostos. Por causa disso, começou a roubar dos ricos para dar aos pobres. O que havia é que para sustentar a máquina de guerra e os fabulosos dispêndios do rei Ricardo, o povo era açoitado com tributos cada vez maiores.



A cidade de Curitiba, que vive dizendo que é européia, talvez não tenha seu Robin Hood. Mas certamente tem seu rei Ricardo. Este medíocre escriba é um dos idiotas, entre… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 25 novembro 2010 às 19:42 — Sem comentários

A entrevista de Lula aos Blogueiros: A entrevista histórica e a pequenez humana

Acabei de assistir à entrevista concedida pelo presidente Lula aos blogueiros sujos.



Gostei das perguntas, de todas as perguntas, inclusives das feitas através do twitter. O presidente tergiversou aqui e ali, não respondeu diretamente à pergunta que tratava do Paulo Lacerda e da Operação Satiagraha e deixou absolutamente claro que sabe exatamente o que a “velha mídia” andou fazendo no verão passado.



Frases dele:



“A raiva deles é que eu não os… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 25 novembro 2010 às 11:12 — 1 Comentário

O ROTEIRO DO TERCEIRO TURNO

Passados 18 dias desde a vitória de Dilma Rousseff sobre Serra, por uma vantagem de 12 milhões de votos, a coalizão demotucana e seu dispositivo midiático não recolheram as garras um só minuto. Cinco dias após o revés nas urnas, o candidato da derrota estava em Biarritz levando um 'por que no te callas', em resposta a tentativa de armar o palanque de oposição em território francês. O jornalismo nativo não deixa por menos. Cumpre religiosamente o roteiro do terceiro turno. Dia sim, dia não, tem… Continuar

Adicionado por jose luiz ribeiro da silva em 24 novembro 2010 às 20:09 — Sem comentários

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço