Do Globo de hoje

Lula tieta herói do Vietnã
Presidente pede a general Giap para tirar foto com Dilma, fala de Niemeyer e de Fidel

Chico de Gois

Enviado especial

HANÓI, Vietnã. O saudosismo de esquerda tomou conta ontem do presidente Lula e sua comitiva, especialmente a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, durante visita à capital vietnamita.

Lula deixou o protocolo de lado para fazer um pedido especial ao general Vo Nguyen Giap, herói nacional e principal estrategista do Vietnã nas guerras pela independência da França e contra os Estados Unidos: que ele aceitasse tirar uma foto ao lado da ministra, que Lula descreveu como uma das “adoradoras do líder”, de 97 anos. Os comunistas Oscar Niemeyer e Fidel Castro, ex-ditador cubano, também foram citados por Lula na conversa com o general.
— Queria pedir um favor — começou Lula, ainda tímido, dirigindo-se a Vo Nguyen Giap. — Aquela moça (apontando Dilma) é minha ministra no Brasil, foi na sua juventude militante de esquerda, ficou três anos e meio na cadeia e ela tem pelo senhor uma verdadeira adoração.

Diante da dificuldade do tradutor em entender a palavra adoração, Lula mudou para admiração: — Seria importante que o senhor permitisse que ela tirasse uma foto ao seu lado.

Dilma, que até então se mostrava séria, e cuja presença no Vietnã ainda era uma incógnita, esboçou um leve sorriso, entre feliz e encabulada. Levantouse, dirigiu-se ao velho líder e deu-lhe dois beijos na face. Dilma chegou a Hanói domingo e participou do encontro com empresários brasileiros e vietnamitas.

Já à vontade na função de mestre de cerimônias, Lula lembrou de outro esquerdista famoso do Brasil, o arquiteto Oscar Niemeyer, de 100 anos. Perguntou a idade do general e, diante da resposta, disse que o brasileiro é o mais velho comunista do mundo.

— Mande meu abraço para o velho comunista — saudou Nguyen Giap.
Comentário
Apenas uma correção: o general Giap foi herói do mundo, não apenas dos comunistas dos anos 60.

Exibições: 147

Comentário de Hugo Albuquerque em 12 julho 2008 às 0:26
Nassif,
Sensacional. Giap é um monumento da luta anti-imperialista. Agora, falta na cobertura internacional (não somente do Brasil como de toda imprensa ocidental) uma analíse com mais profundidade sobre ao que se deu no Vietnã pós-guerra e seu relacionamento com China e EUA. Ouvi falar há um tempo que o Vietnã tem se aproximado dos EUA (e vice-versa) como forma de contrabalancear o poderio chinês na região. Até que ponto isso é crível?
errata; Corrigi o lamentável erro.
Comentário de Rose de Castro em 14 agosto 2008 às 17:12
Já está mais do que na hora de dar um fim ao Imperialismo. Romper os padrões convencionais de uma vez por todas e mudar essa panorâmica.
Comentário de Renê Guedes em 8 outubro 2008 às 1:09
Nassif,

parabéns....isso mesmo..o general Giap foi o CARA !!!

Abraços

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço