meus olhos remanescentes
perdidos nas aguardentes

as minhas carnes impuras
cavadas por leveduras

os meus risos escarninhos
desamparados nos vinhos

os meus olfatos extintos
roídos por absintos

as minhas veias, gorgonas
comidas por beladonas.

romério rômulo

Exibições: 50

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço