BRASIL!   BRASIL!:

Sáb 17/09/11 09:10

 

 


- Charge   do Bessinha
 

- A   mão que lava a outra
- Inspetores   da ONU contra tortura chegam ao país nos próximos dias
- Para   Dilma, o Brasil não quebra mais
- Lula   e aliados fecham acordo sobre reforma política
- O   debate sobre mais impostos para os ricos
- Preço   de alimento sobe menos e inflação desacelera, diz FGV
- Reitor   da PUC-SP suspende aulas para evitar "festa da maconha"
- A   mil dias da Copa, Dilma inspeciona obras no Mineirão
- Charge   do Bessinha
- Gurgel   acredita que manifestação do Ministério Público Eleitoral pelo registro     do     PSD   permanecerá negativa
- O   inferno astral do neoliberalismo

 


Charge do Bessinha

Posted:       16 Sep 2011 04:44 PM PDT

 

 

 

 

 

 

 

A mão que lava a outra

Posted:       16 Sep 2011 04:42 PM PDT

 

Mino Carta, CartaCapital

 
“Estava o acima assinado no luminescente palácio do Ministério       das Relações Exteriores em Brasília na noite de gala de 1º de janeiro de       2011, festa da posse da presidenta Dilma Rousseff, e eis que sai da       salinha vip, reservada aos cumprimentos dos graúdos, o governador Geraldo       Alckmin. E me cai nos braços, como sonha Cavaradossi ao recordar Tosca,       fundo musical de Puccini.
No caso, em lugar da ficção operística, invoco a verdade       factual. O governador reeleito e reempossado naquele mesmo dia,       surpreende-me por estar já na capital da República e ainda mais por me       abraçar com tamanha simpatia. O que, sublinho, não me desagrada. Vem atrás       dele o senador Aloysio Nunes Ferreira, o qual, de rosto lívido, incumbe-se       de restabelecer as distâncias ao produzir um aceno soturno a transparente       contragosto. O que também não me desagrada.

O senador Aloysio       esqueceu       momentos passados à beira da mesa de debates do programa Jogo de Carta da TV Record, que       conduzi de setembro de 1984 a abril de 1987. Estávamos ainda a caminho da       eleição indireta que levaria Tancredo Neves à Presidência e eu reunia       frente a frente tancredistas e malufistas. Aloysio estava do lado oposto a       Gastone Righi e este, aos berros, partiu para os impropérios, entre       outros, audíveis em Pindamonhangaba, “cachorro” e “macaco”. Presa de       palidez freudiana (de Lucien Freud), encolhido na cadeira, Aloisio não       conseguia articular um revide. Ergui-me do assento central e berrei mais       alto na direção de Righi: “Cale-se! No meu programa ninguém grita e ofende       os adversários!” Tive pleno sucesso.

Na noite de Brasília, o governador       talvez tenha me confundido com outrem, só posso dizer que sempre o tratei       com o devido respeito. O senador, no entanto, não se confundiu. De todo       modo, se a simpatia de Alckmin foi autêntica, sei que não é compartilhada       por outros inúmeros tucanos. Por exemplo, CartaCapital foi praticamente       ignorada pela publicidade governista durante os dois mandatos de Fernando       Henrique Cardoso e em São Paulo só teve vez enquanto Mário Covas viveu. A       isonomia que passou a ser praticada pelo governo Lula na distribuição de       anúncios, e agora pelo governo Dilma, nunca deixou de contar com as       críticas, às vezes ásperas, de alguns guardiões da moral, perdão, da       Moral, tidos como jornalistas.”
Artigo Completo, ::Aqui::

 

 

 

 

 

Inspetores da ONU contra tortura       chegam ao país nos próximos dias

Posted:       16 Sep 2011 04:27 PM PDT

 

 

 

Redação da       Rede Brasil Atual

 

“Os integrantes do Subcomitê para a       Prevenção da Tortura da Organização das Nações Unidas (ONU) chegam nos       próximos dias ao Brasil para a primeira visita periódica ao país. O grupo       vai monitorar o cumprimento dos protocolos internacionais contra os       maus-tratos em unidades como delegacias, prisões, centros de detenção,       instituições de assistência social e centros de internação para       adolescentes.

 

O dia exato da chegada e a agenda de       atividades no país não são divulgados com antecedência para não permitir       que diretores de unidades promovam “maquiagens” a fim de ocultar       violações. O governo brasileiro já admitiu ao Conselho de Direitos Humanos       da ONU, em 2008, sua dificuldade em montar uma base de dados sobre a       quantidade e os tipos de tortura, o que seria um instrumento importante       para combater o problema.”

Matéria Completa, ::Aqui::

 

 

 

 

 

Para Dilma, o Brasil não quebra       mais

Posted:       16 Sep 2011 04:16 PM PDT

 

Diário do Grande ABC / AE

 

“A presidente Dilma Rousseff disse       hoje que, ao contrário do passado, quando o País sofria baques à medida em       que as crises internacionais avançavam, "o Brasil não quebra mais." O       comentário foi feito em discurso de meia hora no evento "Fórum Nacional -       O PMDB e os Municípios - Cidadão, Cidade e Cidadania - Uma Vivência       Democrática", em Brasília.

 

Dilma voltou a dedicar boa parte de       seu discurso à crise econômica internacional. Demonstrando otimismo e       confiança  nas políticas fiscal e monetária adotadas pelo governo       para enfrentar a turbulência, a presidente repetiu a retórica usada pelo       seu antecessor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que convocou os       brasileiros a manter os padrões de consumo, para deixar a economia       aquecida durante a crise de 2008 e 2009.”

Matéria Completa, ::Aqui::

 

 

 

 

 

Lula e aliados fecham acordo sobre       reforma política

Posted:       16 Sep 2011 04:06 PM PDT

 

 

Daiene Cardoso, Agência Estado / Estadão.com.br

 

“Em encontro patrocinado pelo       ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, PT, PDT, PSB e PCdoB chegaram a       alguns consensos sobre a proposta de reforma política em tramitação na       Câmara dos Deputados. Entre os pontos que serão defendidos pelas bancadas       no Congresso estão o voto proporcional em 2014 e o financiamento público       de campanha. "Houve muitos consensos entre nós, o principal deles é o       financiamento público exclusivo de campanha, que é a melhor maneira de       combater a corrupção", disse o deputado estadual Rui Falcão (SP),       presidente nacional do PT. As propostas defendidas hoje farão parte do       relatório do deputado federal Henrique Fontana (RS).

 

As lideranças dos partidos se       reuniram para discutir o tema pela segunda vez num hotel da zona sul de       São Paulo. Sob o comando do ex-presidente, os líderes também concordaram       em defender a redução do mandato de senador para 4 anos (a partir de 2018)       e a idade mínima de 35 para 30 anos (redução esta que também se estenderia       para o deputado, que poderia assumir o mandato aos 18 e não 21 anos). A       proposta acordada hoje sugere a mudança da data das posses (para 5, 10 e       15 de janeiro) e propõe que cada senador passe a ter apenas um suplente,       que seria o candidato a deputado mais votado do mesmo partido e Estado do       senador. "Não é simples construir consensos, mas acho que avançamos",       comemorou o governador de Pernambuco Eduardo Campos, presidente do       PSB.”

Matéria Completa, ::Aqui::

 

 

 

 

 

O debate sobre mais impostos para os       ricos

Posted:       16 Sep 2011 03:51 PM PDT

 

 

“O momento é propício para       retomar essa discussão no Brasil, pois o mundo a encampa e alguns países       já começam a adotar a taxação de grandes fortunas

 

José Dirceu,       Brasil 247

 

Tem ganhado força ao redor do       planeta a ideia de ampliar a taxação das grandes fortunas, algo que foi       alimentado recentemente pelo megabilionário banqueiro e investidor Warren       Buffet, em artigo publicado no “The New Yor Times” e diretamente dirigido       ao presidente dos EUA, Barack Obama.

 

O conceito não é novidade e prega       que, em um contexto de grave crise internacional, os mais ricos passem a       contribuir mais para o bolo da arrecadação. Maior atingida no momento pela       crise, a Europa recebeu bem a proposta, tendo sido adotada já em Portugal,       Itália e França como uma das medidas para superação da grande crise       econômica global para a qual foram arrastados. A ideia já vence barreiras       também na Alemanha.

 

Curioso notar que no momento agudo       da crise as principais autoridades e instituições econômicas mundiais       debateram mecanismos de ampliação do controle do sistema financeiro.       Afinal, o socorro aos bancos não poderia vir sem uma contrapartida. Em       suma, exigia-se maior regramento para a atividade financeira, com       responsabilização de altos executivos em caso de novo descontrole       especulativo.

 

Mas tão logo o ápice foi superado,       com sinais enganosos de recuperação na Europa e EUA, e o debate ficou em       segundo plano. O recrudescimento do quadro de crise aguda parece recolocar       esse debate na pauta, desta vez, sob a roupagem de mais impostos sobre os       ricos. Há um caráter de justiça nesse debate, pois são as classes menos       favorecidas que têm pago, com seus empregos, o custo dos pacotes       recessivos que os países europeus têm adotado. Nos EUA, a situação não é       diferente, por conta do elevado desemprego, ainda que os norte-americanos       tenham implantado estímulos ao crescimento.

Embora o Brasil vivencie outro       panorama interno, não pode se furtar a esse debate. Pela Constituição de       1988, o país deveria ter um imposto sobre grandes fortunas, mas nosso       Congresso jamais votou sua regulamentação.”

Artigo Completo, ::Aqui::

 

 

 

 

 

Preço de alimento sobe menos e       inflação desacelera, diz FGV

Posted:       16 Sep 2011 06:11 AM PDT

 

 

“Na 2ª       prévia de setembro, IPC-S ficou em 0,69%, após subir 0,74%. Preços de       frutas tiveram alta menor no período.

 

Do G1

 

A inflação medida pelo Índice de       Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou na segunda prévia do mês.       O índice teve alta de 0,69% após subir 0,74% na apuração anterior,       informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta       sexta-feira (16).

 

A maior contribuição partiu da       variação de preços do grupo alimentação, que passou de 1,76% para 1,39%. A       desaceleração deveu-se principalmente à menor alta das frutas.

 

Entre os sete grupos pesquisados, o       de educação teve desaceleração da alta. Os preços avançaram 0,23% agora,       contra 0,25% na prévia anterior.

 

As maiores altas individuais de       preços foram de limão, leite longa vida, aluguel residencial, mamão papaia       e pimentão. As principais quedas foram de alho, batata-inglesa, cebola,       sardinha fresca e pescada-branca.”

 

 

 

 

 

Reitor da PUC-SP suspende aulas para       evitar "festa da maconha"

Posted:       16 Sep 2011 06:04 AM PDT

 

Pedro Leal Fonseca, folha.com

 

“Em ato publicado na quinta-feira       (16), o reitor da PUC (Pontifícia Universidade Católica), Dirceu de Mello,       suspendeu as aulas e demais atividades hoje no campus Monte Alegre, em       Perdizes (zona oeste).

 

Na noite de hoje, seria realizado no       local o "1º Festival da Cultura Canábica" evento cujo mote é a legalização       do uso da maconha.

Na rede social Facebook, mais de       6.000 pessoas haviam confirmado presença no evento até a noite de ontem.      

 

Na página do festival, há um alerta:       "Atenção: não tragam drogas! Haverá polícia". Em outra página na internet,       que também divulga o evento, consta que os organizadores não       disponibilizariam a "matéria-prima essencial".

Matéria Completa, ::Aqui::

 

 

 

 

 

A mil dias da Copa, Dilma inspeciona       obras no Mineirão

Posted:       16 Sep 2011 05:59 AM PDT

 

“A mil       dias da Copa do Mundo de 2014, a presidente Dilma Rousseff e o ministro do       Esporte, Orlando Silva, visitam nesta sexta-feira (16), as obras de       revitalização do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), em Belo       Horizonte. O local está sendo reformado para receber jogos do       Mundial.

 

Vermelho

 

A mandatária e o ministro participam       também na capital mineira da cerimônia de anúncio de investimentos no       metrô. A obra faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC).      

O ministro inaugurará, em cerimônia no Palácio da Liberdade, sede       do governo estadual, da inauguração do relógio de contagem regressiva para       a Copa de 2014.

Em Brasília, o início dos mil dias vai ser       comemorado com shows, projeções, intervenções de grafismo e balonismo. Os       quase dois quilômetros de tapume que cercam as obras do Estádio Nacional       serão grafitados por 100 artistas, que trabalharão em grupos de cinco       pessoas. Artistas regionais e nacionais farão apresentações musicais. À       noite, serão apresentadas projeções na cúpula do Museu da República e em       painéis no Ginásio Nilson Nelson. Além das imagens voltadas ao espetáculo       do futebol, um vídeo institucional sobre a campanha de Brasília para ser a       sede de abertura do Mundial será exibido nos dois monumentos.

Faz       parte ainda das comemorações uma iluminação especial em verde e amarelo,       que enfeitará monumentos públicos como a Esplanada dos Ministérios, o       Memorial JK, a Ponte JK, a Catedral e a Torre de TV. Balões em formato de       bola e da Bandeira do Brasil circularão pelo céu da cidade durante a       festa.”

 

 

 

 

 

Charge do Bessinha

Posted:       16 Sep 2011 05:36 AM PDT

 

 

 

 

 

 

 

Gurgel acredita que manifestação do       Ministério Público Eleitoral pelo registro do PSD permanecerá negativa

Posted:       16 Sep 2011 05:31 AM PDT

 

Débora Zampier, Agência Brasil

 

“O procurador-geral da República,       Roberto Gurgel, disse ontem (15) que a manifestação do Ministério Público       Eleitoral (MPE) sobre o registro do PSD deve permanecer negativa no       desenrolar do processo que corre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).       Hoje, o MPE opinou pela rejeição do registro caso a legenda deixe de       anexar alguns documentos aos autos. Gurgel acredita que o partido não       anexará os documentos que faltam porque a relatora do caso no TSE,       ministra Nancy Andrighi, não deve abrir prazo para que isso       ocorra.

 

O pessimismo de Gurgel é explicado       por um fato ocorrido na última sexta-feira (9). Nessa data, o MPE enviou o       primeiro parecer sobre o processo de registro do PSD, no qual pedia       realização de algumas diligências. A ministra Nancy Andrighi negou a       realização dessas diligências porque, segundo ela, o pedido ficou muito       vago.

 

De acordo com Gurgel, o novo pedido       de providências, feito hoje em novo parecer, deve ser indeferido mais uma       vez. “Nós pedimos uma coisa que a relatora já negou e isso deve se manter.       Caso isso [a negativa da ministra] aconteça [novamente], prevalecerá o       parecer pelo indeferimento do registro”, disse Gurgel, na saída da sessão       plenária do Supremo Tribunal Federal (STF).”

Matéria Completa, ::Aqui::

 

 

 

 

 

O inferno astral do       neoliberalismo

Posted:       16 Sep 2011 05:14 AM PDT

 

“O que       está ruim ainda tem a chance de ficar pior. A crise profunda do       neoliberalismo tem tido como efeito político a ressurreição do       conservadorismo. Se os novos liberais perderam força, os conservadores       tomaram muito de seu espaço. A última vez em que isso aconteceu foi após a       I Guerra Mundial, com o nazismo e do facismo.

 

Antonio       Lassance, Carta Maior

 

O velho liberalismo       romântico

O neoliberalismo é uma       ideologia, uma visão de mundo. Mais precisamente, é uma visão de mundo       adepta do individualismo, da competição, do Estado mínimo e da primazia do       mercado, o que justifica sua filiação ao velho liberalismo. O que havia de       novo nesse liberalismo?

O velho liberalismo de Adam Smith       reservava funções claras ao Estado, mesmo que sumárias, como a defesa do       território, a proteção (que hoje preferimos chamar de segurança pública),       o recolhimento de impostos e a política monetária. Mas nenhum liberal       clássico, ao defender o indivíduo, deixava de olhar a sociedade como um       todo. A liberdade individual supostamente promoveria o bem estar da       sociedade. Smith externava preocupação com o [fato] de que seus       concidadãos, que vestiam o mundo, estavam em farrapos.

Para o       neoliberalismo, porém, não existe sociedade; o que existe são indivíduos       (frase de Margareth Thatcher, ex-primeira ministra do Reino Unido). Não       existe serviço público que não possa e não deva ser prestado por empresas       privadas (frase de David Cameron, atual primeiro ministro do       britânico).

Para o liberalismo clássico, as corporações eram um       problema a ser atacado. “A riqueza das nações”, de Adam Smith,       criticava a proteção estatal às companhias comerciais, que exerciam       atividades mercantis de forma monopolística, financiadas e escoltadas com       recursos públicos. Para o novo liberalismo, as corporações são “a firma” e       são equiparadas aos indivíduos. São pessoas jurídicas e têm por trás de si       acionistas (indivíduos). Ao contrário da versão original, para o       neoliberalismo a riqueza dos indivíduos é apátrida, e não uma riqueza “das       nações”.

Outro fator de novidade do neoliberalismo era a       globalização, uma marcha tida como inexorável para o domínio absoluto do       globo por essas grandes corporações (comerciais, industriais, mas       sobretudo financeiras). Bem diferente da ideia de divisão internacional do       trabalho, que tinha como base as nações, e não as empresas.       Romanticamente, Smith apontava um caminho para cada país encontrar seu       lugar ao sol, produzindo de acordo com sua vocação. Deve-se dar um       desconto ao romantismo de Adam Smith, pois ele era contemporâneo da poesia       de Lord Byron, da música de Beethoven, da pintura de Delacroix. O mundo       respirava romantismo por todos os lados e parecia que o progresso salvaria       a todos.”

Artigo Completo, ::Aqui::

 


[A rede castorphoto é uma rede       independente tem perto de 41.000 correspondentes no Brasil e no exterior.       Estão  divididos em 28 operadores/repetidores e 232       distribuidores; não está vinculada a nenhum portal nem a nenhum blog ou       sítio. Os operadores recolhem ou recebem material de diversos blogs,       sítios, agências, jornais e revistas eletrônicos, articulistas e outras       fontes no Brasil e no exterior para distribuição na rede]


Respeitamos seu direito de       privacidade na internet, caso não queira continuar recebendo nossas       mensagens, basta responder este e-mail com o assunto:       REMOVER

 

Exibições: 37

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço