Campanha limpa: ações para conter ondas de calúnias e difamações na internet

Lulinha, Maria do Rosário, Gleisi Hoffmann e Aécio Neves movem ações contra difamadores nas redes sociais

A internet, principalmente as redes sociais, serve de palco para publicações e disseminações de informações caluniosas e difamatórias. Muitas vezes utilizadas por militantes de partidos políticos para denegrir imagens de adversários.

Recentemente, a ministra Maria do Rosário acionou a Polícia Federal contra um blog que publicava notícias falsas a seu respeito. O empresário Fábio Luís Lula da Silva, filho de Lula, solicitou a abertura de um inquérito policial contra difamadores profissionais na rede.  E o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná determinou a remoção do perfil "Gleisi Indelicada" e da comunidade "Gleisi Não" no site de relacionamentos Facebook que atacavam a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann .

No mais novo caso, o senador Aécio Neves, vítima constante da ação de fakes nas redes sociais, recorreu à Polícia Federal para que os perfis falsos associados a ele fossem retirados do ar e que não pudessem mais ser criadas contas em seu nome. E não é falta de bom humor. A maioria dos fakes fazem postagens com calúnias e difamações sobre o senador.

Os crimes cibernéticos já estão previstos pela Lei Carolina Dieckmann de 2012, proposta a partir do caso vivido pela atriz em 2011, quando fotos íntimas foram copiadas de seu computador e divulgadas na internet.

O pedido do senador Aécio Neves vem em boa hora. Com a proximidade das eleições de 2014, tornam-se necessárias ações que evitem a propagação de mentiras, agressões ou conteúdos ofensivos nas redes sociais. Neste sentido, a proposta do senador Romero Jucá (PMDB-RR), que prevê, entre outras medidas, que quem postar conteúdo ofensivo ou mentiroso na internet vai ter que responder civil e criminalmente, foi inserida na minirreforma eleitoral, aprovada neste mês pela Câmara e que aguarda a sanção presidencial.

São medidas que protegem os internautas e eleitores de uma militância partidária sem limites.

Para 2014, o que internautas querem é campanha limpa.

Exibições: 145

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço