Cantochão - o repente gaúcho em quadrinho


Sexta-feira, 18 de maio de 2012



Papo Ilustrado: Cantochão



Quando eu era gurizote, ouvia no rádio um programa gauchesco, o Grande Rodeio Coringa, apresentado por Darcy Fagundes e Dimas Costa. Curtia especialmente os trovadores, gaiteiros que se desafiavam rimando, num esquema engraçado de provocação e resposta, tudo no improviso. Achava quase mágica a capacidade de inventar no repente rimas cheias de humor e veneno. E ao longo do tempo fui conhecendo os repentistas do resto do Brasil, especialmente os poetas cantadores nordestinos, como os mitológicos Patativa do Assaré e o Cego Aderaldo. Contam que Aderaldo, desacatado por um certo Orestes (que era estrábico) rimou em resposta: "Oreste, cabra da peste; quando a luz do mundo viu; um olho disse pro outro: vai pra puta que o pariu!" O fato é que até hoje sigo fã de todos eles... Tanto que, em 1995, no contexto da tira do Rango,fiz a homenagem inventando meu próprio cantador: Cantochão, o repentista, que é cego mas enxerga tudo, e comenta as barbaridades em versos. Publico aqui um compacto do personagem (cuja última tirinha é desse mês).

 


Primeiras tiras do Cantochão, publicadas em 1995.
Nanquim, bico de pena. 




 


Sobre o "Escândalo do Detran" no RS.
Nanquim, bico de pena.
Publicado in jornal Extra Classe ( Porto Alegre/RS, 2008) 




 


Nanquim, bico de pena e aquarela.
Publicado in jornal Extra Classe ( Porto Alegre/RS, maio 2012) 


No Edgar Vasques Blogaleria







Postado por zcarlos no Com Texto Livre

Exibições: 261

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço