Um anônimo veneziano direto de Salvador me mandou uma correspondência assinalando que Carleba, baterista da formação original dos Panteras, está enterrado vivo em Salvador, vivendo bem e, no mínimo, fazendo alguma coisa que não tenha nada a ver com Rock and Roll. Se tiver fazendo música, deve ser uma bola fora qualquer dessas vertentes da bunda music, batendo lata no acompanhamento de um trio elétrico qualquer que roda o circuito, dá uma grana no carnaval e depois passa o ano todo participando de micaretas até na lua, em feira de gado no interior, etc e queijandos.
Não é só Carleba que é enterrado vivo. Acredito que o mais famoso deles seja Geraldo Vandré, que abjurou tudo numa apostasia musical daquelas, tentou algumas voltas e todas, em vez de ser por cima, foram por baixo e depressivas.
Outra enterrada viva é Ana Maria Vale, ex-mulher do autor de “Samba de Verão” e que pirou na trip dos anos 70 como vocalista do “Rock Ebó”- um dos muitos grupos de Baioque(Rock bahiano) que surgiram na época e que tinha como baterista quem? O Carleba citado acima! Faltam três integrantes apenas para que o “Rock Ebó” seja considerado o primeiro grupo da vertente zumbi nacional- repleto de enterrados vivos, he!he!he!
Mais enterrados vivos? Gerson Huck e Huguinho(A Fenda), Paulo e Cláudio(Paulo, Cláudio & Maurício), Diana & Stul, Equipe Mercado, Carlos Lee, Jamil Amiden, José Mauro, Piti e tantos outros que sentaram a beira do caminho para ver a banda passar e se perderam nesse mesmo caminho de pedras, não muito retilíneo e que sempre prega peças àqueles que o percorrem.

Exibições: 169

Comentário de Helô em 2 março 2009 às 20:30
Olha o Carlos Lee aqui. :)
Adoro seus posts, Luiz.
Bjs.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço