Excluir comentário

Acabo de entrar na casa dos 50 e já me pergunto o que realmente vale a pena.

Acompanho o (belíssimo ) trabalho de Eliana Catunda ( mestra em psicologia PucPoços) sobre a velhice ativa. Poços de Caldas é, levando em consideração as proporções, o segundo maior percentual de idosos do Brasil, depois do Rio de Janeiro. Catunda lançou um projeto que inclui diversos setores como geriatria, gerontologia, psicologia e outros - ENVELHE SER !

Fantástico!

Curioso é observar as mudanças dentro da própria cidade relacionadas a tal fato. Muitos destes idosos procuram morar nos prédios do centro da cidade onde tudo é perto. Existem prédios onde a grande maioria é de  idosos e, unidos, vivem com muita dignidade. Unem suas paredes, seus desejos, seus almoços, suas viagens, seus medos...

No Rio, o maior percentual se encontra em Copacabana.

Conheço um senhor de 65 anos que acaba de adquirir um apartamento no Bairro Peixoto, em Copacabana, para passar sua velhice " entre os seus"(!).

De qualquer forma, o Brasil envelhece e isso requer um novo olhar. Não fomos educados para valorizar o idoso. E agora?

Mais do que um olhar explicado, é um olhar sentido, e isso assusta.

Há alguns anos estivemos, meu ex marido e eu,  em um grande evento de dança flamenca que acontecia em Sevilha, Espanha. Ficava horas observando aquelas mulheres belíssimas dançando... muitas com os seus 60, 70 anos. Aqui, elas seriam velhas. Lá, quanta sensualidade, quanta beleza!

De qualquer forma, há muito ainda o que aprender com a velhice do outro e aquela que desejamos ter.

Li dois livros de Mirian Goldenberg: Infiel e Coroa. Nesse último ela traça algumas comparações sobre a "Mulher da Meia Idade" entre a França, a Alemanha, a Espanha  e o Brasil. Compara a playboy brasileira e a francesa. Segundo seu livro, enquanto o Brasil busca mulheres com um corpo sedutor, de preferência bem jovens, na França, buscam mulheres bonitas " e " inteligentes. Cita o exemplo da playboy com capa da atriz Juliette Binoche ( ela nasceu em 64 ) : bonita, sedutora e, mais do que ter para mostrar, muito a dizer.

 

Pois então, com ou sem botox, vou pagar o preço, porque ainda quero viver por muito tempo.

Com o olhar sentido ou explicado, ainda tenho muito a ser feliz!

 

Exibições: 269

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 11 dezembro 2011 às 14:16

 

MARIA CÁSSIA,

 

Se seu conterrâneo, o nosso comandante

LUÍS NASSIF, me permitir faço eu mesmo

sua apresentação ao BLOG.

Ei-la:

Essa jovem, MARIA CÁSSIA, da

2ª idade, pintou aqui no BLOG

há uns dois meses. Iniciou

comentando meus vídeos de

música, e me dizia que sua família,

de origem italiana, sempre se

reune pra festejar os costumes

da terna e eterna Itália, com

sua Gastronomia, sua Música,

suas danças, sua alegria.

Mas, sempre num estilo clássico

e ao mesmo tempo singelo,

o que, tenho certeza, encantou

a todos que tiveram acesso

ao que escrevia.

Agora, quando me ative

ao que MARIA CÁSSIA pode

nos trazer de bom do que

conhece, tive a liberdade de

convidar a todos(as) o(as)

amigo(as) pra recebê-la em

nosso meio, com o mesmo

carinho que um dia também

fomos recebidos.

 

Abraços,

 

Marco Antônio

 

Vejam o que acabo

de receber de MARIA CÁSSIA.

 

------------
Marco,

 

Não sei se me emociono e agradeço,

ou se fico assustada e agradeço!

Você me surpreende!

Trabalhando há anos com pessoas, aprendi a não

me expor muito. A internet é fantástica,

mas me assusta tanta exposição.

Porém, te confesso que aqui me sinto

um pouco mais livre.

Depois do seu empenho, o mínimo que

posso fazer é repensar mais este

contexto de minha história.

Já que você gostou do que lhe escrevi

sobre o post envelhecer, vou colocá-lo

como uma forma de me apresentar...

O título será roubado de Eliana Catunda: ENVELHE SER!

 

Um grande abraço e

um súper obrigada!

Cássia

 

Comentário de MariaDirce Cordeiro em 11 dezembro 2011 às 14:17

Adorei o texto,todos que chegam aos cinquenta pensam  assim,  normal.Eu tb, quero viver muito tempo  com  ou sem botox  rsrsrsrs

 valeuuuuu

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 11 dezembro 2011 às 14:24

 

CORRIGENDA:

Se seu conterrâneo, o nosso comandante

LUÍS NASSIF, me permitir, faço eu mesmo

sua apresentação ao BLOG.

 

 

Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 11 dezembro 2011 às 14:41

Bela mensagem Maria  Cássia, mais ainda para idosos como eu que ainda sente o prazer de viver, coisa dada por DEUS e roubada pelo nosso Governo que trata os seus idosos como lixo desprezando-os de tal forma que nem míseras quantias a receber dos cofres públicos oriundas de restos saláriais são pagas e ainda que exista um mal assombrado Estatuto do Idoso, objeto de engodo político que me leva a chegar a conclusão de que a Lei foi feita para  confundir mais aianda o portador da velhice que respeitosamente acredita em tudo e em todos, um erro que se transforma em doença. Com 73 anos de vida e operado do coração por algumas vezes e sem dinheiro para comprar remédio, cansado de apelar pelos falsos direitos institucionais, tenho uma insignificante quantia a receber no TRF1 que insensível ao fato, ignora a existencia de Leis que dizem amparar o idoso mas como DEUS é infalível e bondoso, me mantém o desejo de viver mesmo no sofrimento.

Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 11 dezembro 2011 às 14:43

É para voce este recado Maria Dirce Cordeiro.

 

                      É assim que se fala, pensa e vive, parabenizo-lhe com beijos

Comentário de Oswaldo Conti-Bosso em 11 dezembro 2011 às 14:59

Querida Maria Cássia,

 

Bem vinda ao clube da "arte de envenhecer".

"Não deixamos de brincar porque estamos velhos, ficamos velhos porque deixamos de brincar", George Bernard Shaw.

 

Como os cl'sssicos: 

“O olho do homem é feito de modo que se lhe vê por ele a virtude. A nossa pupila diz que quantidade de homens há dentro de nós, Afirmamo-nos pela luz que fica debaixo da sobrancelha. As pequenas consciências pescam o olho, as grandes lançam raios. Se não há nada que brilhe debaixo da pálpebra, é que nada há que pense no cérebro, é que nada há que ame no coração. Quem ama quer, e aquele que quer relampeja e cintila. A resolução enche os olhos de fogo; admirável fogo que se compõe da combustão de pensamentos tímidos”.

Os teimosos são os sublimes. Quem é apenas bravo tem só um assomo, quem é apenas valente tem só um temperamento, quem é apenas corajoso tem só uma virtude; o obstinado na verdade tem a grandeza. Quase todo o segredo dos grandes corações está nesta palavra: perseverando. A perseverança está para a coragem como a roda para a alavanca; é a renovação perpétua do ponto de apoio. Esteja na terra ou no céu o alvo da vontade, a questão é ir a esse alvo; no primeiro caso, é Colombo, no segundo caso é Jesus. Insensata é a cruz; vem daí a sua glória. Não deixar discutir a consciência, nem desarmar a vontade, é assim que se obtêm o sofrimento e o triunfo. Na ordem dos fatos morais o cair não exclui o pairar. Da queda sai a ascensão. Os medíocres deixam-se perder pelo obstáculo especioso; não assim os fortes. Parecer é o talvez dos fortes, conquistar é a certeza deles. Podes dar a Estevão todas as boas razões para que ele não se faça apedrejar. O desdém das objeções razoáveis cria a sublime vitória vencida que se chama martírio.”  Trecho de “Os Trabalhadores do Mar” de Victor Hugo, tradução de Machado de Assis.

 

Eu também fiz minhas andanças por essas quebradas, e não faz muito tempo:

Quem sou e de onde vim? (Vida e aventuras do 'animal que logo sou')

 

Sds,

 

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 11 dezembro 2011 às 20:02

 

MARIA CÁSSIA,

Maria Dirce,

Ariston,

Conti-Bosso,

Valquíria,

 

Se posso falar de coisas simples

que fizeram com que a vida dos

idosos hoje viesse a ser muito

superior ao que era poucos

anos atrás, digo:

- Remédios gratuitos,

ou quase, na Farmácia Popular

- Leis que os privilegiam no

atendimento: em bancos,

ou em qualquer outro

logradouro público.

Até mesmo em qualquer

estabelecimento comercial.

- Gratuidade, ou descontos

de 50% em cinemas ou outros

espetáculos. Bem assim, em

estádios.

- Passagem gratuita em ônibus.

- e tanta coisa mais.

 

MAS, o que é mais

que tudo:

Este é um presente de DEUS:

A INTERNET.

Sabiam que, acho, detenho

um recorde mundial?

Sim, houve um dia em

que fiquei 30 HORAS

no computador.

- Como, se o dia só

tem 24 horas?

- Seguinte: fiquei as

24 de um dia mais as

06 primeiras do

dia seguinte.

 

Abraços,

 

Marco Antônio

Comentário de Maria Cássia D'Ambrósio em 12 dezembro 2011 às 0:04

Maria Dirce, Obrigada!

Valquiria, gostei de saber que você fez Serviço Social. O livro que citei acima - Coroa- de Mirian Goldenberg, inicia-se com idéias de Simone de Beauvoir.

Obrigada pelas palavras.

Ariston, tudo o que você escreveu é real e sério. Penso que , como já somos muitos a entrar nos 50 ( e acima dele ) devemos nos organizar melhor pela busca de mudanças mais significativas.

O que significa qualidade de vida para o idoso? É receber alguns remédios gratuitos? É ter direito a preferência nas filas de bancos sob o olhar zangado dos que trabalham e estão atrasados? É ter que ficar lamentando a aposentadoria e a falta de paciência dos outros?

Quando eu chegar lá, quero mais dignidade. Quero me ver e ser vista como alguém além dos remédios e atitudes vitimistas. Quero meu  brilho nos olhos ... Que a frase nunca comece com   " no meu tempo " porque quero a certeza de que apesar de qualquer coisa, o meu tempo ainda é agora. Será pedir muito?!

Coti- Bosso,

Você escreveu exatamente o que eu precisava ler.

"Quem ama quer, e aquele que quer relampeja e cintila. A resolução enche os olhos de fogo; admirável fogo que se compõe da combustão de pensamentos tímidos”.

É isso aí e nada mais a declarar. obrigada!

Marco Antônio,

Não consigo ficar tanto tempo assim na internet. Gosto de olhos nos olhos.

De qualquer forma, apesar de suas 30 horas por aqui, tenho a sensação de que tua sensibilidade  faça com que você seja um presente para tua família e teus amigos. Alguém que se encanta com Mireille Mathieu só pode  ir além das palavras, além das teclas ... porque o encantamento só é supremo quando passa por todos os sentidos.

Obrigada, amigo.

Cássia.

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 12 dezembro 2011 às 0:18

 

MARIA CÁSSIA

e demais amigos,

 

Não se assustem com

esta que vou lhes contar:

Certo dia, eu numa fila de

um Banco, peço licença

a outros que nela estavam,

e me dirijo direto ao Caixa.

Na hora um jovem de seus

20 anos, indignado com o

que fiz, reclama:

- É um absurdo isto de idoso

ter preferência.

Na hora respondi:

- Jovem, espero que você

não chegue a precisar

jamais de gozar desse

privilégio. Entendeu?

E ele, e os demais,

sem entender, me

obrigaram a concluir:

Quem sabe você

morre antes.

Há hora em que a gente

tem de ser duro, mas sem

perder a ternura, dizia Che.

E o jovem de tão sem graça

saiu de fininho. Uma pena,

mas ...

Comentário de Ivone Prates em 12 dezembro 2011 às 1:13

Maria Cassia Magalhães DAmbrosi,
Este Portal a recebe com muito carinho. Ao chegar aqui tive ótima recepção e cada dia fico mais rica de amigos e de saberes.
Também me solidarizo com você na apreensão quanto a chegar na casa dos cinquenta. É uma casa muito bonita, onde sentimos nosso refinamento, sabedoria e sinto que a medida que o grau do meu óculos vai aumentando por causa da pouca visão o meu olhar interior vai ficando maior e eu percebo que minha sensibilidade aumenta.
Portanto, em mim existe alguém que quer chegar aos sessenta, setenta, oitenta e por aí vai.
Um brinde a nós!

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço