Segunda-feira retomo o blogue para falar do Haddad, em publicação da Agência Brasil, para quem quiser ler:http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2011-09-12 :“Às vezes, as condições socioeconômicas das famílias explicam muito mais o resultado de uma escola do que o trabalho do professor e do diretor. E, muitas vezes, as escolas são sobrecarregadas com responsabilidades que não são 100% delas. É muito diferente uma escola de um bairro nobre de uma região metropolitana de classe média, cujo investimento por aluno é dez vezes o investimento por aluno da rede pública, de uma escola rural que atende a filhos de lavradores que não tiveram acesso à alfabetização”, pondera o ministro. Eu adorei o "pondera" , já que em franca tradução, o Ministro está dizendo que pobre não dá resultado na escola. A afirmação elitista e estamentista do Ministro me lembrou a entrevista infeliz de uma professora que mal sabia construir uma frase e que justificou o mau desempenho da escola com a pobreza dos alunos. Ela foi entrevistada na porta da sala de aulas de uma escola caindo aos pedaços, um olhar condescendente para meninos que brincavam no pátio, como quem diz: -Disto aí nunca sairá nada de bom. Então tá: pobreza é sentença inapelável de ignorância; mas porque é mesmo que precisamos de um Ministro da Educação então?
Vale a pena conferir o "Ansioso Blogueiro" no http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/09/12/.
Bem, vou ficando por aqui, que o trabalho do nosso Ministro dispensa análise, parecido com a professora anônima, não aprendeu a construir um pensamento. Uma voz à procura de idéias.

Exibições: 96

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço