Blog EntreMentes
As cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão, foram devastadas por bombas atômicas no verão de 1945. Assim que a guerra acabou, ambas as cidades começaram a ser reconstruídas.
Chernobil (placa), na Ucrânia, foi o local de um acidente nuclear em 1986. Trinta e sete anos após, Chernobil é ainda uma zona de exclusão em que se registram níveis perigosos de radiação.
O que tornou esses locais diferentes?
A zona de exclusão de Chernobil (30 km) é terrivelmente contaminada com isótopos radioativos como o césio-137, o estrôncio-90 e o iodo-131, e, portanto, não é segura para a habitação humana. No entanto, nem Hiroshima nem Nagasaki sofrem essas condições.
Essa diferença pode ser atribuída a três fatores: (1) o reator de Chernobil tinha muito mais combustível nuclear, (2) que era usado de forma mais eficiente nas reações, e (3) que toda a explosão se deu ao nível do solo.
Considerem o seguinte:
Quantidade"Little Boy" (a bomba atômica lançada sobre Hiroshima) tinha cerca de 140 quilos de urânio, "Fat Man" (a bomba sobre Nagasaki) continha cerca de 14 quilos de plutônio e o reator número quatro de Chernobil tinha cerca de 180 toneladas de combustível nuclear.
Eficiência de reação – Apenas cerca de dois quilos de urânio da "Little Boy" realmente reagiu. Da mesma forma, apenas cerca de dois quilos de plutônio da "Fat Man" passou por fissão nuclear. No entanto, em Chernobil, pelo menos sete toneladas de combustível nuclear, sob a forma de radioisótopos voláteis, escaparam para a atmosfera.
Localização – Tanto a "Fat Man" quanto a "Little Boy" foram detonadas no ar, centenas de metros acima da superfície da Terra. Como resultado, os fragmentos radioativos produzidos nas duas explosões foram dispersos por suas nuvens de cogumelo. Enquanto no reator número quatro, que fundiu ao nível do solo, os nêutrons resultantes da explosão reagiram com os nêutrons do solo, fazendo com que estes se tornassem radioativos.

Why Can People Live in Hiroshima and Nagasaki Now, But Not Chernobyl?, TODAY I FOUND OUT

Exibições: 446

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço