Investimento em energia eólica pode garantir fornecimento futuro

VIVIANE MAIA
Da Redação - ADV


A energia dos ventos é uma considerável fonte de energia renovável, amplamente distribuída em todo o mundo, gratuita e de baixo impacto ambiental, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEE). O desenvolvimento deste tipo de energia no país tem ocorrido de forma gradual. De acordo com o Laboratório de Instrumentação Meteorológica do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) o Brasil utiliza menos de 1% desta tecnologia.

Atualmente, com 237 megawatts (MW) de capacidade eólica, o potencial brasileiro é de 143 gigawatts, sendo que 75% encontram-se na região Nordeste, conforme dados da EDP Energias do Brasil, empresa responsável pela geração, distribuição e comercialização de energia elétrica.

Em entrevista à Folha de São Paulo (17/11/2008), o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou estar em negociação com o Ministério da Fazenda para buscar uma redução dos impostos que incidem sobre os equipamentos de geração de energia eólica. O objetivo é incentivar o desenvolvimento dessas tecnologias ainda muito atrasadas no país e estimular o crescimento das energias renováveis no Brasil. “A matriz energética brasileira está ficando cada vez mais suja com o avanço das térmicas a carvão e óleo”, disse o ministro, apresentando preocupação com o resultado dos últimos leilões de energia.

Mais do que uma opção energética, a energia eólica é uma alternativa para ampliar a segurança de fornecimento de eletricidade ao mercado nacional. O Ceará tem priorizado o uso de fontes alternativas, sendo o pioneiro no Brasil. A indústria do vento também tem se mostrado rentável em países como Dinamarca, Alemanha, Holanda, Bélgica e Espanha que já possuem programas ousados de aproveitamento da energia favorecendo o crescimento de suas economias.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que presta serviços na área de estudos e pesquisas destinadas a subsidiar o planejamento do setor energético, já estão sendo realizados, a pedido do Ministério de Minas e Energia, estudos de viabilidade da energia eólica no Brasil. Estes estudos poderão possibilitar a realização do primeiro leilão exclusivo desta fonte em 2009.

Para a geração de eletricidade baseada na energia eólica, as primeiras tentativas surgiram no final do século XIX, mas somente um século depois, com a crise internacional do petróleo, na década de 1970, é que houve interesse e investimentos suficientes para viabilizar o desenvolvimento e aplicação de equipamentos em escala comercial.

Exibições: 57

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço