Na literatura norte-americana existe um bom número de livros cujos títulos consistem de uma letra. Os exemplos vão de A, de Andy Warhol, a Z, de Vassilis Vassilikos. Passando por C, de Tom McCarthy, um dos romances finalistas deste ano no Booker Prize.
Algumas letras são mais requisitadas (C, H, K e S); enquanto outras nunca foram lembradas para títulos de livros. As letras inéditas, portanto, ainda estão disponíveis a quem queira publicar um livro utilizando-se do processo de nomeação ora descrito.
A favor do método está o fato de o título ficar mais memorizável. Compare-se, por exemplo, o V, de Thomas Pynchon, com o A Breve e Assombrosa Vida de Oscar Wao, por Junot Díaz.
É um processo que foi utilizado até mesmo por alguns superstars da literatura norte-americana como John Updike.

Exibições: 90

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço