“Patrão/ O trem atrasou/ Porisso estou chegando agora/ trago aqui um memorando da central/ o trem atrasou meia hora/ o senhor não tem razão para me mandar embora”. Letra de Zé Kéti Na voz de Nara Leão seriam uma explicação para o meu atraso.
Mas essas coisas acontecem. Atrasos, faltas, lacunas e espaços vão se tornando presenças obrigatórias em qualquer evento ou carreira, devido a causas fortuitas ou então a intenções manifestas, já que a má vontade e a descortesia são a tõnica em qualquer lugar ou ocasião.
O mundo vai deixando de ser confidente e cavalheiro na relação entre os seres de qualquer gênero, já que a tônica é ser trans. Ninguém é mais ortodoxo. Ninguém mais quer ser ortodoxo ou se portar mediante o pré – estabelecido, já que regras são feitas para serem infringidas e regulamentos viram decoração escrita, tal qual um manual de instruções que só é consultado quando o objeto quebra ou deixa de funcionar.
Ontem foi ele, hoje fui eu, amanhã será você. Essa é a única verdade. Políticamente correta e sempre obedecida nesse mundo de aparências, ausências e nada mais.
Nada mais. Nada mais mesmo. A perseguição pelo ponto final nunca foi tão ansiosa como no dia em que viveremos depois. O ontem já não importa, pois passado é uma coisa velha e sem sentido, da mesma forma que família. Essa última não passa de uma coleção de retratos em cima da cômoda. Aquela ali no canto é tua tia que morreu há dez anos. Você era muito pequeno para lembrar dela. Quanto a mim e a você poderemos morrer daqui a pouco. Um assalto , uma bala perdida talvez.
Quando eu morrer, não quero choro nem vela. Quero uma fita amarela sem nome, pois o nome daquela vagabunda não merece essa lembrança. Me abandonou depois de tudo que fiz por ela. Assim que ficou boa me deixou, dizendo que eu não passava de um a toa. Tremenda de uma mal agradecida aquela filha da puta. Mas ela vai ver. Deixa estar, jacaré. Deixa estar que a lagoa há de secar...........deixa estar..........let it be.......let it bleed....deixa sangrar. Deixa até coagular. Depois bota um bandaid e deixa cicatrizar. Quando cair a casquinha, lavou? Ta novo!

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço