Dia de jogo do Flamengo


Pediu:

- Por favor, pare de arrastar este chinelo, veja o jogo sentado!

Ele fingiu não ouvir, continuou andando de um lado para o outro falando sozinho, xingando os jogadores do time adversário.

Ela, em desespero, se ajoelhou no chão e arrancou os chinelos daqueles pés imundos. Jogou-os pela janela, agarrou seus próprios cabelos, batendo a cabeça na parede.

Ele fingiu não ver.

Ela saiu da sala em direção ao quarto. Abriu as persianas velhas com dificuldade.

Ele ouviu o estrondo do corpo no chão, levou um susto, foi até a janela.

"A esta hora e ela ainda veste roupa de dormir"- pensou.

Exibições: 114

Comentário de Sérgio Troncoso em 18 fevereiro 2009 às 22:03
A NAVALHA DOS ANOS



A noite chegou lambendo

minha juventude

com sua língua tristíssima

E como se fosse

uma navalha,

a noite me sangrou

por mais de vinte vezes

Com sua

longa calda de solidão.

Esta noite

mais de vinte

séculos

Ficaram por terra

como o golpe inevitável

da navalha

noturna e tristíssima

dos meus anos



TAGORE BIRAM

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço