Museu Imperial de Petrópolis ganha acervo digital

Mil e quinhentas peças já foram fotografadas e as imagens estão no portal do museu na internet.

.

Jornal Nacional - TV Globo

01/04/10 - 22h47 - Atualizado em 01/04/10 - 22h47

.

Preciosidades da época do Brasil Império foram postas ao alcance de qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. Na semana em que completa 70 anos, o Museu Imperial de Petrópolis, no Rio, ganhou um acervo digital.

As joias da viscondessa de Ubá eram famosas na corte do Rio. Em cada detalhe precioso, elas já podem ser admiradas pelo computador. O registro deste tesouro servirá de modelo para todos os museus do país.

Mil e quinhentas peças já foram fotografadas e as imagens estão no portal na internet do Museu Imperial de Petrópolis, no estado do Rio.

"O projeto Dami pretende disponibilizar todas as informações que a instituição produzir sobre cada objeto, cada peça de sua coleção. Isso quer dizer que a dona de casa, o estudante, o pesquisador que prepara a sua dissertação de mestrado, a sua tese doutoral poderá ter acesso a toda essa gama de informações. A ideia é que ela seja atraente, esteja à disposição do público, seja qual for o interesse do usuário”, explicou Maurício Ferreira Júnior, diretor do museu.

saiba mais

O palácio tem 44 ambientes repletos de objetos que pertenceram à família imperial. Mas o que está exposto corresponde a apenas 7% de acervo total do museu. Os 93% que ficam na reserva técnica começam a ser mostrados agora, com este projeto.

As partituras do maestro Carlos Gomes e o chapéu do rei do Brasil e de Portugal, Dom João VI, são peças que costumam ficar guardadas.

Nos próximos dez anos, serão registrados todos os objetos que carregam a história deste palácio. Espaços como sala do trono e o quarto do imperador foram cenários de discussões importantes para os rumos do país.

A memória que acompanha cada peça começa a viajar no tempo e na moderna tecnologia para contar a História do Brasil.

Exibições: 62

Comentário de Gilberto Cruvinel em 2 abril 2010 às 17:17
Comentário de Laura Macedo em 2 abril 2010 às 21:12
Gilberto,
Grata por abrir as portas do Museu Imperial de Petrópolis.
Que todos os outros Museus do planeta percorram o caminho da socialização dos seus acervos. O público, agradece.
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço