A violência desse final de semana não aconteceu só na TV, onde “Tropa de Choque” foi exibido sábado e domingo em dois Telecines diferentes. Aconteceu também com o ex-baterista Marcelo Yukka( O RAPPA), que foi atacado novamente perto do local onde fora baleado e ficara paraplégico. Na Bahia, um PM e um cara não identificado ameaçaram a torcida de um time com armas de fogo e, como sempre acontece, nas estradas de rodagem, a imprudência matou mais que a bandidagem.
Quem viu pânico ontem deve ter adorado o “momento Amy Winehouse”, com o sósia maquilado babando de raiva e mostrando como a Amy trata as questões simples do dia a dia.
Amy, Yukka, Cobain, Brian Jones e muitos outros- famosos ou quase famosos – foram ou são, diáriamente, vítimas e alvos de uma sociedade violenta, que sugere um trato violento entre seus pares, mas, num paradoxo freudiano, cobra boa vizinhança, sobriedade e temperança de todos.
A mentira no trato social, está institucionalizada. Não só aqui, mas em todo o planeta. A mídia mente, o vizinho do lado mente, todos mentem. Sempre levam vantagem em tudo. Perante eles, a sociedade toda é constituída de Zes Manes nascidos em Niterói, que prestam vassalagem a eles, espertos. Particularizando ou generalizando, mente-se por despeito, por inferioridade e por inveja. Se a inveja é uma merda( vide plástico de parabrisa), imagine a mentira?
Mentira e violência andam de braços dados. Uma invasão de terras, feitas violentamente pelo MST, acontece por causa da mentira que é a reforma agrária. As ocupações de prédios nas grandes cidades e as conseqüentes desocupações, autorizadas pela justiça e feita com violência pelo poder de polícia acontecem por causa da mentira que é o programa da casa própria.
Segundo a lógica formal, ninguém mente. Todos se utilizam de todos os meios possíveis para defender seus pontos de vista. Sejam eles o suicida, o agressor ou a vítima. Cada um demonstra a seu modo, o desagrado com o status quo. Pena que a mídia e o poder não tenham essa imparcialidade. Daqui há cinco dias, teremos outro final de semana. Algum dia nós ainda vamos nos acostumar com essa rotina.

Exibições: 73

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço