Tudo ia bem, com a vida correndo normalmente, todo mundo contente, mas eis porém que de repente, a voz subiu e alguem de cara gritou: Tira isso daí senão volto para casa de meus pais! Levei um baita susto e "garrei a maginá". Como uma mulher de setenta anos volta para a casa dos pais? Ainda mais que esses pais já não existem! Virgem santa, desequilibrei o equilíbrio!
Esse grito, seria até lógico se tivesse acontecido a quarenta anos, na tal famosa crise dos cinco anos de casados. Teria que ter um motivo! Poderia até ser a descoberta de alguma infidelidade, mas isso nunca houve. Mesmo porque não tenho e nunca tive, nenhuma competência para ser infiel. Ha quarenta anos atrás, eu tinha 1,68m de altura e uma circunferência barrigal que me conferia uma cintura quase com as mesmas medidas. Eu era rombico! E ruim de papo. Feioso! Quasimodo teria melhores chances.
Qual a razão do grito? Meu segundo amor! Nesses últimos meses, venho sob terrível tensão! O sobe e desce na tabela do campeonato brasileiro me deixava apreensivo. Minha esposa reclamou que a casa estava precisando de uma "mãozinha de tinta".
Resolvi pintar a casa. Contratei os pintores e com o cérebro engajado no campeonato, escolhi as côres. Mandei pintar as paredes internas de branco, a fachada de verde e o telhado de grená. Até aí tudo bem. A patroa torceu o nariz mas aceitou. Mas quando, já campeão, mandei pintar a calçada da frente, que é pavimentada com ardósia, de listras alternadas em branco verde e grená, a "vaca foi pro brejo"!

Exibições: 32

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço