Nestes dias de julgamento da ação 470, também conhecido como mensalão, posso dizer sem sombra de duvida que o melhor lugar, com a acústica mais apropriada, para repercutir o grito que vem da Casa Grande é com certeza o STF. E por que o STF? Porque esta corte é a instancia máxima da justiça brasileira e tudo que for julgado por ela tende-se a acatar como sendo justo, correto e feito da melhor maneira possível. Certo? Bem, quase isso se os réus agora em questão não fossem deputados e ministros ligados ao PT. E aí é que mora o problema com a nossa corte suprema, se ela é no momento a acústica perfeita para o grito que vem da Casa Grande, isso quer dizer que esses apelos ou gritos tornam-se em imperativos que de agora em diante devem ditar o tom das coisas. 

    E como é sabido, o grito que vem da Casa Grande vem carregado de ódio, rancor, inveja e medo. Medo? Medo sim, a Casa grande tem pavor de um morador da Senzala que saiba falar, que seja inteligentíssimo e que possua um impecável espirito de liderança. Para ela, normal  é que os moradores de lá, apenas cumpram seu papel de obedecer ordens sem jamais questioná-las. E como esse morador existe de fato, e libertou  uma grande parte de seus companheiros do julgo da fome, da pobreza extrema e da falta de perspectiva, então ele deve desaparecer como agente transformador. Deve recolher-se ao seu mundo sem pretensão de emancipá-lo ou ainda de sonhar com um futuro melhor. Seu crime? não pertencer aos círculos da Casa Grande. Nas suas mentes tacanhas é inadimissivel que um homem que vem do trabalho seja tão ousado assim, a ponto de subir a rampa do planalto, sentar-se na cadeira de presidente do seu país e fazer um governo que nenhum da Casa Grande conseguiu fazer. Daí o ódio, a inveja e o medo que infelizmente encontra eco na nossa maior casa de justiça. 

    Sendo assim, o que podemos observar com relação ao julgamento da ação 470, é que os ministros do STF vão bem além do cumprimento do dever, deixando transparecer claramente um julgamento ideológico de vinculo estreito com a Casa grande, como se ao condenar o réus ligados ao PT estivessem livrando Brasil de uma grande quadrilha que tinha como projeto politico ideológico assaltar os cofres públicos. Observa-se nitidamente o linchamento politico de quem para eles, não deveria nem se quer ter ousado chegar onde chegou. Portanto, quero dizer que acredito na suprema corte como guardiã da justiça da moralidade para melhor convivência da sociedade e dos ideais democráticos. Porém, se faz necessário que, os que lhe representam diretamente também acreditem nisso e expressem com maior discreção o seu lado partidário-ideológico nas suas decisões.       

       

Exibições: 107

Comentário de Kleiner José Frutuoso Michiles em 11 outubro 2012 às 11:46

Barbaridade é a corte suprema do país usar dois pesos e duas medidas para  tomar decisões que tomou com relação ao PT. O mais é papo furado! 

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço