Obras críticas e engraçadas sobre Finados

................................... (01 de 06)
IDIOTA FILOSOFANDO A MORTE

Eu não vou morrer
Sei disso porque nunca vi eu morrendo
Já fui em muitos velórios
e nenhum era o meu
De todas pessoas que contraíram HIV
nenhuma era eu...
Ainda bem que eu não sou os outros
Ainda bem que eu sou EU
O pronome que nunca morreu.

PS1: quando a identidade não existe, o EU não passa de um pronome, e pronomes não morrem...


................................... (02 de 06)
Leia este meu poema abaixo de trás para frente. O poema vai se repetir perfeitamente verso por verso. Este é um dos meus poemas palindrômico e foi publicado pela primeira vez em 1982

"GERAÇÃO MORTA"

REVIVA RAPAZ E RIA
POSSO NA RODA REZAR
PROPOS MISSA
IA PODER AMAR
AMAR É DO PAI
ASSIM SÓ POR PRAZER
ADORA NOSSO PAI
REZA PARA VIVER


................................... (03 de 06)

......ATOR PELADO NO MUSEU ( Museu de Arte Moderna)

Um ATOR PELADO
morreu ATROPELADO
A pancada foi tão forte
que inverteu a ordem
de duas de sua letras ("O" e "R")
Depois desta tragédia
Morreu o ATOR e nasceu o ATRO
e ATOR PELADO
virou ATROPELADO
O atropelamento foi tão feio
que na ARTE que estava com ele
houve deslocamento de duas letrinhas do meio
Com isso ARTE virou ATRE
De tal forma que toda ARTE VIVIDA
deixou de ser ARTE VIDA
e agora é simplesmente
ATRE VIDA
Atrevida
PS: Assim que o caso do museu cair no esquecimento, este poema será chamado pelo seu verdadeiro nome: LUXAÇÃO

................................... (04 de 06)

UMA FILOSOFIA POÉTICA SOBRE A MORTE

................................... (05 de 06)

DIA DA MORTE

Quando o Imperador deu o grito:
MORTE ou INDEPENDÊNCIA
Escolheram uma independência
Que nos matasse
De forma bem homeopática...
E assim nasceu a nossa dívida externa
E com ela muitas outras práticas

Porém só morreu o povo
Esta foi a grande sorte
O Brasil continuou vivo
Pra comemorar o dia da morte.

................................... (06 de 06)


MENSAGEM DO MEU FACE:


Dia 02 de Novembro
é o dia de todos os mortos
Dos que são porque morreram
e dos que não gostam da minha poesia

Venham para o meu face: https://www.facebook.com/profile.php?id=100015741932661

Exibições: 96

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço