Mais um ano que chega ao seu final, em parte ficaremos saudosistas, por outra esperançosos de que aconteçam melhoras durante o próximo.
Por muitas vezes durante o ano que se finda, ouvíamos circular nos meios de comunicação tópicos que faziam referência ao alarmante índice de violência, o pai e a madrasta que jogaram a filha pela janela, o juiz suspeito; o delegado e o policial que se corromperam; a juventude que fica; o diplomado que foi preso por preconceito racial; o menor seviciado e vítima de abusos; o país onde o motorista tem que ser arrochado pela multa para que cumpra o código nacional de trânsito; o país das centenas de escândalos e que seus parlamentares (uma parte) tem mega salários e nem por isso deixam de levar dinheiro na cueca, na meia; o país onde para pintar a cara de verde-amarelo, só na hora de servir de massa de manobra (salvo raríssimas exceções), por que o que vale é a máxima do :"meu pirão primeiro".
2010 bate à porta, os discursos começam, a correria é geral, alguns pistoleiros intelectuais em pleno século XXI ainda continuam de plantão, os marketeiros começam a planejar. As línguas estão sendo afiadas.
Pena que a maioria do povo, ainda deixe valer mais os R$10,00, 20, 30; uma carroçada de areia; um saco de cimento; sim, deixe valer mais que a sua conciencia.
Que as más línguas não pensem que estou aqui a fazer política partidária. Não mesmo, porque não estou aqui a favor de ninguém, muito menos de governantes que venderam a soberania nacional, as nossas estatais a preço de banana podre.
Creio que a realidade aqui do nosso estado de Sergipe não é diferente dos demais. Infelizmente ao longo do ano vidas preciosas foram ceifadas, sem piedade alguma. Culpados?
Sim existem culpados, a começar pelo estado, que com a sua eficiência em cobrar impostos e taxas de forma voraz, esquece de fazer a sua obrigação.
Leva-se o tempo a discutir hoje o que era para ter sido feito ontem, em consequência as drogas e o poder paralelo do mal ferozmente devoram as entranhas da sociedade. Não é construindo cadeiões, comprando caveirões, que traremos de volta a paz. Mas sim, se der-mos à célula da sociedade (a família) uma formação digna, a começar pela educação.
Lembro que há poucos dias mais uma página sem cor fora escrita na nossa história, cavalaria pisando manifestantes em Brasília. Soldados "em nome da Pátria massacrando seus compatriotas". Em nome de quem? Todos sabem que era em nome do Arruda, que estava, aliás, está e continua no poder muito mais do que antes.
Lá no ....alto só vem cheiro de pizza.
É esse povo que reivindica seus direitos? (exceção dos poucos), depois dizem que até pegaram em armas! Nem todos!
Um abraço, passe bem, e Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
Se beber não dirija/Se for dirigir não beba/Cuidado com assaltos e bala perdida.
Muita coisa tem de ser passada a limpo neste país.

Exibições: 77

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço