Petrobras anuncia plano de negócios para fortalecer a área de Gás e energia

VIVIANE MAIA
Da Redação - ADV


Com previsão de investimentos de US$ 10,6 bilhões, a Petrobras apresentou o Plano de Negócios (PN) 2009-2013 para a área de Gás e Energia. A empresa pretende aplicar cerca de US$ 5,2 bilhões em novos projetos e US$ 5,4 bilhões em projetos em andamento. De acordo com a empresa, o plano visa a expandir a geração de energia elétrica do país, fortalecer a liderança da companhia no mercado brasileiro de gás natural, com atuação internacional, estabelecendo flexibilidade no suprimento e no atendimento às demandas, e flexibilizar a oferta ao mercado térmico e não-térmico.

A Petrobras informou, ainda, que US$ 8,2 bilhões do investimento serão destinados à conclusão de obras de expansão das malhas Sudeste e Nordeste e à construção de novos terminais de gás natural liquefeito (GNL). Além disso, um total de US$ 2,4 bilhões será investido na conclusão de usinas termelétricas e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e na participação em novos negócios em energia elétrica, incluindo usinas eólicas.

Em entrevista coletiva, a diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Fostes, esclareceu que a meta para 2013 é atender a uma demanda de 135 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural, distribuindo o volume de 49 milhões para o mercado termelétrico, 41 milhões para as indústrias e 45 milhões para outros usos como veicular, residencial, comercial e consumo interno da área de abastecimento. “A meta da Petrobras é ofertar 73 milhões metros cúbicos por dia da produção nacional, manter a importação de 30 milhões da Bolívia e complementar a oferta com 32 milhões m³/dia via GNL” informou.

Os investimentos em projetos novos no segmento energia elétrica somam US$ 1,4 bilhão.
Em 2013, a estatal pretende alcançar 8.787 MW, sendo 6.659 MW referente ao montante de energia existente e 2.128 MW aos leilões de energia realizados em 2007 e 2008.

O Plano de Negócios 2009-2013 prevê ainda a conclusão de 10 obras de gasodutos (2.543 km de extensão), a instalação de novas estações de compressão e pontos de entrega, e a ampliação da capacidade do gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol) entre São Paulo e Paraná, por meio de novas estações de compressão. Os investimentos previstos nestes projetos são de US$ 4,52 bilhões.

Exibições: 37

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço