Por quantos contos venderam meu conto?

Saudades do Apocalipse e Elysium, um plágio escancarado

 

Portal Pravda, edição em português - 08.07.2016

 

“Elysium”, superprodução hollywoodiana de ficção científica. 

Lançado em 2013, o filme tem como autor-roteirista Neill Blomkamp, que criou uma trama com pouca dramaticidade e muita ação, utilizando recursos de câmera e edição digital ─ cenas realizadas por computação gráfica.

Acontece que a sinopse do filme, considerando a estrutura fundamental ao desenvolvimento do argumento geral, serviria perfeitamente para descrever um conto de minha autoria intitulado "Saudades do Apocalipse", ficção científica, que escrevi por volta do ano 2000, publicado em livro de mesmo título pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores, em 2003 (8 contos e um esquete), fazendo apenas ligeiras alterações, basicamente nas datas em que a história se desenvolve e na denominação da estação espacial.

Sinopse de Elysium:

A história futurista se passa em 2154, quando uma pequena parte da população humana vive em Elysium, uma enorme estação espacial, semelhante a um Cilindro de O'Neill, um habitat artificial disponível apenas para os mais ricos e onde qualquer doença ou ferimento são rapidamente curados em máquinas médicas chamadas de "Med-Bays". O resto da população mora na Terra superpopulosa e pós-apocalíptica.

Usando a sinopse de "Elysium" para descrever meu conto "Saudades do Apocalipse":

A história futurista se passa nos anos 2053/54, quando uma pequena parte da população humana vive em SiJO's - Sideral Joint Ownerships, estações espaciais, habitats artificiais disponíveis apenas para os mais ricos, muitos deles já ultrapassam em muito os cem anos de idade (isso quer dizer que contam com as tais máquinas de cura conforme relatado na sinopse de "Elysium"). O resto da população mora na Terra superpopulosa e pós-apocalíptica.

 

LEIA ARTIGO NO PORTAL PRAVDA:

___________________________________________________

Ilustração: AIPC - Atrocious Intermational Piracy of Cartoon

PressAA




Exibições: 159

Comentário de Nena Noschese em 10 julho 2016 às 14:15

Existe alguma possibilidade de reivindicar a autoria? Se existir vá em frente pq mm que não seja o ressarcimento pra sua vida poderá ser dos seus herdeiros e sabe é importante bater de frente com o grande capital, "somos 99%".

Comentário de Fernando Soares Campos em 10 julho 2016 às 16:21

Nena, estou em busca de um profissional que tenha especialidade ou bons conhecimentos de causas como essa, seja advogado, empresário artístico dessa área ou alguém que já possa ter enfrentado tal situação. Consultar alguém assim é muito importante para tomarmos decisão. Tenha uma nova semana plena de paz e bastante proveitosa... 

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço