Presidente do PSDB: Dilma não tem força para enfrentar crise

11 de agosto de 2011 • 15h58 Comentários
779
Notícia

FLAVIA BEMFICA
Direto de Porto Alegre

O presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), disse no início da tarde desta quinta-feira em Porto Alegre que a presidente Dilma Rousseff não tem força suficiente para enfrentar a crise pela qual passa seu governo. "Ela tem alguma vontade, mas força não tem demonstrado", disse Guerra, durante almoço na capital gaúcha com deputados estaduais e integrantes do partido.

O presidente tucano também disse que o governo deve apurar melhor as denúncias de corrupção, insinuou que há pessoas sendo protegidas nas investigações e voltou a questionar o poder da presidente. "O País inteiro espera que ela supere as dificuldades e se imponha como presidente da República. Até agora nem conseguiu nomear seu segundo escalão e já começou a demitir o primeiro, que eu nem sei se foi ela que nomeou. Não dá para fazer de conta que a crise é do PR", disse.

Guerra afirmou ainda que os movimentos que resultaram na avalanche de denúncias não partem da oposição, e sim da própria base aliada, frisando que não podem ser estabelecidas "regras de proteção a poderosos". Questionado sobre se a presidente conseguiria adotar todas as medidas necessárias sem fragilizar ainda mais sua base, ele disse que "se ela peitar mesmo, vão reclamar um pouco, mas é um pessoal que não tem para onde ir, vai ficar por lá mesmo, de tão acostumado que já está."

Em Porto Alegre, Guerra teve uma agenda reservada com a diretoria da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) pela manhã. Segundo ele, tratou com os empresários sobre a situação econômica do Estado e a crise externa. No almoço com os tucanos gaúchos, o debate foi sobre as eleições municipais de 2012. O PSDB pretende ter como candidato à prefeitura da capital o presidente estadual da sigla e deputado federal Nelson Marchezan Jr., que ciceroneou Guerra durante todo o tempo.

Na terra do ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim (PMDB), o tucano voltou a dizer que o PSDB está de portas abertas para receber o peemedebista. Mas quando lhe perguntaram sobre as especulações de que Jobim poderia pleitear a indicação para ser o próximo candidato a presidência da República pelo partido de José Serra e do senador Aécio Neves (MG), foi categórico: "Não estamos chamando ninguém para ser presidente não."

Exibições: 88

Comentário de Wsobrinho em 11 agosto 2011 às 20:27
Só os sábios do CERRA e DEMOS-TUCANOS entreguistas é que têm a receita contra a crise? Realmente eles entendem muito de crises, FHC foi de crise em crise e quase quebrou o Brasil com uma manobra cambial desastrosa (só o Cacciola ganhou), é especialista em pedir empréstimos para o FMI (ops .. Lula fez dp Brasil credor do FMI).
O estado de SP, enquanto o Brasil crescia a mais de 5 %, foi predendo espaço no PIB nacional, realmente o PSDB criou uma crise que dura mais de 15 anos em SP, realmente são especialistas em crises.
São ESPECIALISTAS EM FABRICAR CRISES E FERRAR COM A POPULAÇÀO, EPSECILISTAS EM FAZER RECESSÃO E ENTREGAR O BRASIL AO CAPITAL EXTERNO.

Muito obrigado, com Lula a crise foi uma marola, com Dilma vai ser um sacolejar e para os Demo-Tucanos bye, bye forever.
Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 11 agosto 2011 às 22:57
A crise é dos outros paises e os demotucanos e parte podre do Governo procuram plantar no Brasil, única e exclusivamente para se verem livres da faxina que a nossa presidenta inicia na própria casa. Unamos à presidenta Dilma por um país limpo e nossas famílias livres da desgraça.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço