Prostituta mineira dá palestras sobre empreendedorismo ( fala sério! )

Prostituta mineira dá palestras sobre empreendedorismo

 

Ana Claudia Silvestre, 23 anos, 4 apartamentos em áreas nobres de Belo Horizonte e R$ 780 mil investidos em fundos de renda fixa. Com um patrimônio estimado em 2 milhões de reais a ex-funcionária da C & A hoje se tornou uma das mais bem sucedidas jovens empreendedoras do país.
Hoje suas palestras são disputadas pelo mercado corporativo e estão orçadas em cachês semelhantes ao do técnico Bernardinho (seleção brasileira de vôlei) aproximadamente R$ 45 mil por 50 minutos de lições de vida.
Ana Claudia nos sites de prostituição era conhecida Bárbara, e os clientes a apelidavam carinhosamente de ‘filhinha’. Trabalhou dos 16 aos 19 anos como embaladora na C & A e decidiu ingressar na prostituição para pagar a faculdade. Estudante de pós-graduação em Bussiness Law ela transformou sua experiência na cama em cases de sucesso que são temas de artigos científicos em sua extensa bibliografia.
A criação de diferenciais competitivos foi a receita do sucesso de Ana Claudia neste mercado extremamente competitivo. Compilamos algumas de suas principais dicas de como enriquecer com prazer:
01. Homem gosta de demonstrar poder por meio de suas realizações financeiras. Não aceite lembrancinhas, quem gosta de lembrança é vítima de mal de Alzheimer.
02. Cerveja não é bebida de vencedores. Se não tiver dinheiro para um espumante peça água com gás. Glamour agrega valor a sua marca.
03. Foco na satisfação do cliente. Esposa pode ter pudores, mas a mulher de aluguel jamais. Encantar o cliente antecipando suas demandas é fundamental.
04. Lustre o ego do cliente. Elogie os pontos positivos de sua performance ou do corpo. Se ele não tiver nenhum ponto a ser elogiado invente. O prazer sexual do homem não reside no orgasmo e sim na satisfação de ter ‘dominado’ uma fêmea.
05. A incompletude é a maior virtude de um empreendedor. O cliente precisa ter no imaginário que nunca conseguiu esgotar suas possibilidades e ficar a desejar o que estar por vir.
Ana Claudia em três anos acumulou um patrimônio de R$ 2 milhões e vive uma vida de muito conforto e elegância. Atualmente fixou seu cachê para encontros sexuais em R$ 15 mil para reduzir o fluxo de atendimentos e se dedicar a conclusão de sua monografia e as palestras em todo Brasil. Ela atribui seu sucesso ao fato de ter levado para a vida profissional os conhecimentos acadêmicos oferecidos pelo curso de Administração de Empresas.
Mais uma vez a Educação fazendo a diferença na vida das pessoas…

Exibições: 246

Comentário de Hermê em 28 janeiro 2012 às 12:13

Nada mais apropriado. Palestras sobre empreendedorismo e conversa de puta estão ali, ó!

Comentário de Ivan Bulhões em 28 janeiro 2012 às 14:56

Está com cara de ser hoax!

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 28 janeiro 2012 às 15:39

MARIA CÁSSIA,

Primeiro, tomo a liberdade 

de corrigi-la:

onde se lê

"disputadas",

leia-se "disPUTAdas".


2)

Veja este caso que comprova

que o conceito de PUTA varia

conforme o nível social.

Quando eu ainda jovem,

passando as férias em minha

pequena Esplanada, passo 

por um colono da fazenda de

minha avó e o cumprimento,

perguntando por todos de

sua casa.

- Sr. Pedro como vai,

e sua família? E fui perguntando

por todos da família. Pelo Pedro,

pelo João, pelo José.

E daí pelas filhas.

- E a Bárbara, a Tereza,

a Luíza?

Ele:

- Todas bem, ganhando 

um bom dinheiro, até me

ajudaram a construir uma

casa.

Eu:

- Mas, que bom Sr. Pedro.

Onde é que elas estão trabalhando?

E ele com a maior simplicidade

me diz:

- Na Zona.

E o mais curioso de tudo

é que o Sr. Pedro era uma

pessoa santa. Era o maior

benzedor da região do

Triângulo Mineiro, conselheiro

de todos para os mais 

variados assuntos.

Sua filha GERALDA, uma

mulher também santa,

foi pajem minha e de

mais três irmãos.

Marco Nogueira


Comentário de Maria Danielle O. Silva em 28 janeiro 2012 às 21:23

Penso que a empreendedora do prazer fez com livros exatamente o que os clientes faziam com ela e essa foi sem dúvida uma atitude inteligente.

Afinal livros se parecem com putas.

Se ele (o livro) for bom a gente leva para a cama mesmo...

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 28 janeiro 2012 às 22:05

 

DANIELLE,

 

Gostei:

Que leitora moderninha, hem!

"Se ele (o livro) for bom a gente leva para a cama mesmo ..."

 

Abraço,

 

Marco Nogueira

 

 

 

 

 

"

Comentário de Marco Antônio Nogueira em 29 janeiro 2012 às 8:57

MARIA CÁSSIA,

Aguardamos seu comentário

ao tópico

A ORIGEM DA LÍNGUA ITALIANA,

postado no dia 27/jan/12.

Abraço,

Marco Antônio

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço