Globo News
Sexta-feira, 13/11/2009

Sarau Encontros desta sexta-feira (13), relembra e revive uma das cantoras mais importantes da história da música brasileira: Nara Leão. Os ilustres convidados são Fernada Takai, Nelson Motta e Roberto Menescal.

Fernanda Takai está lançando um disco solo que homenageia Nara Leão.

No programa, são exibidos vários trechos do programa Ensaio da TV Cultura, de 1973, onde Nara canta as músicas que, agora, Fernanda lança no disco solo, com “versões muito diferentes dos originais da Nara”, segundo Nelson Motta.

Fica evidente a comparação entre as vozes de Fernanda e Nara. Nelson Motta lembra que chegou a brincar anunciando Fernanda como a Nara do 3º milenio. Chico Pinheiro pergunta se Nara Leão poderia ser considerada a versão feminina do João Gilberto, o que Nelson rechaça, "Nara só foi possível por causa do João Gilberto."
E Fernanda completa: "E não teria espaço para uma cantora como eu se a Nara não tivesse aparecido. O meu trabalho de intérprete foi tão valorizado e justamente pelo trabalho de uma outra cantora que sabia escolher repertório.”


A doce Nara Leão tinha também uma grande consciência política. Numa entrevista ao “Diário de Notícias”, defendeu a saída dos militares do poder, pois eles “podiam entender de canhão ou de metralhadoras, mas nada pescavam de política”. Advogou o retorno de um governo civil que “nacionaliza-se as empresas e possibilita-se (...) a melhora do nível de vida do operariado e o desenvolvimento econômico do país”. Empolgada, foi ainda mais longe afirmando que “numa guerrilha moderna, o nosso exército não serviria para nada” e, concluiu, “quem está mandando é que deveria ser cassado”. O título provocativo da matéria era “Nara é de opinião: Esse Exército não vale nada”.

A direita militar enfurecida pediu a prisão da cantora. Os intelectuais e artistas se organizaram para defendê-la e elaboraram um abaixo-assinado endereçado ao marechal-presidente Castelo Branco. Em sua defesa o poeta Carlos Drummond de Andrade publicou um poema

Manifesto

Meu honrado marechal, dirigente da nação, venho fazer-lhe um apelo: não prenda Nara Leão.
A menina disse coisas de causar estremeção?
Pois a voz de uma garota abala a Revolução?
Narinha quis separar o civil do capitão?
Em nossa ordem social lançar desagregação?
Será que ela tem na fala, mais do que charme, canhão?
Ou pensam que, pelo nome, em vez de Nara, é leão? (...)
Que disse a mocinha, enfim, de inspirado pelo Cão?
Que é pela paz e amor e contra a destruição?
Deu seu palpite em política, favorável à eleição de um bom paisano isso é crime, acaso, de alta traição?
E depois, se não há preso político, na ocasião, por que fazer da menina uma única exceção? (...) Nara é pássaro, sabia?
E nem adianta prisão para a voz que, pelos ares, espalha sua canção.
Meu ilustre Marechal dirigente da nação, não deixe, nem de brinquedo, que prendam Nara Leão".


Esta a primeira parte do programa. Semana que vem tem mais. Entre outros autores, Nara interpreta Wilson Batista. E declara no programa Ensaio: "Mas não tinha nenhuma intenção de fazer música ou ser profissional ou ganhar dinheiro com isso. A gente cantava assim porque gostava, porque curtia".


Exibições: 118

Comentário de Laura Macedo em 15 novembro 2009 às 18:21
Gilberto,
Assisti e gravei na reprise de ontem. Na hora pensei: o Gilberto deve está assistindo, também.
Você já viu o DVD Luz Negra, com o qual a Fernanda Takai ganhou o 5º Prêmio BRAVO, na categoria "Melhor Show"?
En caso negativo, vale a pena conferir.
Beijos.
Comentário de BLOG DAS IGUARIAS - em 15 novembro 2009 às 22:45
Vi o Sarau, uma perfeita joia. Adorei seu Post. Um abraço, Carmen

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço