O candidato José Serra (PSDB) tem enaltecido o seu vice, o deputado federal Índio da Costa (DEM), afirmando:

- Meu vice, relator do projeto Ficha Limpa, batalhou com bravura por sua aprovação.

Essa é a única qualificação importante atribuída ao até aqui desconhecido Índio da Costa.

Lideranças do DEM, PSDB e PPS desde ontem repetem esse mantra: Índio, o interprete da Ficha Limpa. O DEM, assim, apresenta-se ao povo brasileiro como o partido que deu bom caminho à Lei da Ficha Limpa. São os “caras” da Ficha Limpa!

A grande mídia empresarial também refletia desde a escolha de índio Costa uma alegria sem precedentes. O PiG alardeou com veemência que o vice foi escolhido a dedo por Serra por conta de sua atuação como relator do projeto Ficha Limpa. A Globo, ontem à noite, foi patética: seus prepostos, apelidados de jornalistas, não escondiam a satisfação pela escolha de Índio.

Pois o site do Supremo Tribunal Federal (STF) estampa em uma de suas páginas eletrônicas que, por determinação do ministro Gilmar Mendes, eventual registro de candidatura por parte do senador Heráclito Fortes (DEM) para cargo eletivo não poderá ser negado com base nas restrições impostas pela chamada Lei da Ficha Limpa (LC 135/2010).

Para quem não sabe, Heráclito Fortes (DEM) foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), nos autos de uma ação popular, por lesar o patrimônio público. Houve, dessa forma, uma condenação por órgão colegiado, o que transforma o senador num ficha suja.

Com a decisão do ministro Gilmar Mendes, foram suspensos os efeitos da condenação imposta ao senador para efeitos da Lei da Ficha Limpa, até que a Segunda Turma do STF conclua o julgamento do recurso extraordinário interposto pelo senador. Nessa linha, não podem ser impostas a Heráclito as condições de inelegibilidade previstas na nova legislação.

Não discuto a decisão judicial, mas a posição política do partido do vice de José Serra. A situação demonstra de forma cabal que o DEM não morre de amores pela Lei da Ficha Limpa, ainda mais se o atingido é integrante do seu partido.


A única qualificação do vice de Serra se trata, portanto, de uma hipocrisia política. Caso contrário, Índio impediria que o DEM aceitasse a candidatura de Heráclito Fortes, vez que sua “ficha” é mais suja que pau de galinheiro.

Espera um pouco. Esqueci. O Serra também disse que o Índio tem experiência na Administração Pública e se caracterizou como um administrador competente. De fato, de tão competente, o vice de Serra, quando Secretário da Administração da prefeitura do Rio de Janeiro (2001/2006), contratou uma única empresa, a Comercial Milano do Brasil Ltda., para o fornecimento de 99% da merenda ao município, ao custo de cerca de R$ 75 milhões, conforme revelou a vereadora Andrea Vieira (PSDB).

Andréa Vieira disse o seguinte:

- Houve um direcionamento claro. Na licitação para a compra de gêneros alimentícios para a merenda, a cidade foi dividida em nove áreas (2005). Ganhava cada área aquele que oferecesse mais desconto nos 49 produtos básicos. A Comercial Milano ficou com quase tudo. Acertou todas as suas apostas. Como ela poderia saber que descontos os outros concorrentes ofereceram?
- Foi uma ação entre amigo (entre Índio da Costa e a empresa Comercial Milano).
- Quando ele foi Secretário de Administração (Índio da Costa), não havia pregão presencial e muito menos o eletrônico. Só depois da CPI passaram a tomar esse cuidado.

Como um homem com tanta experiência na Administração Pública licitou merenda escolar sem o emprego do pregão, modalidade licitatória que permite a disputa via lances verbais ou virtuais, forçando uma efetiva concorrência entre as empresas participantes? Qualquer estagiário de porta de prefeitura sabe disso!

E tem mais uma do Índio: desde o início do mandato de deputado torrou a impressionante soma de R$ 733,8 mil a título de verbas indenizatórias da Câmara. Justificou gastos de R$ 95 mil com a criação de uma página na internet. Não acessei o site do deputado, mas deve ser um espetáculo, já que custou uma fortuna ao povo brasileiro.

Exibições: 131

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço