As águas vão rolar ou melhor abastecer os nordestinos do agreste pernambucano a partir de 2011.
Só notícia boa para nós daqui de cima. Além dessa ótima notícia, o PIB de Pernambuco cresce 3,1% no trimestre. Nada mau.

A água da transposição do Rio São Francisco deve estar disponível para a população do Agreste pernambucano até junho de 2011, de acordo com o secretário estadual de Recursos Hídricos e presidente da Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa), João Bosco de Almeida. Essa é a previsão para que a Adutora do Agreste, novo sistema que abastecerá 70 municípios da região, passe a transportar a água trazida do Velho Chico pelas obras da transposição.

A finalidade principal da Adutora do Agreste é melhorar o abastecimento para cerca de 1,9 milhão de pessoas. A água transportada virá do São Francisco, através do sistema que está sendo construído pelo governo federal, e atingirá a estação no município de Arcoverde através do chamado Ramal do Agreste, um canal de aproximadamente 60 quilômetros que trará a água do chamado Eixo Leste da transposição para ser distribuída pela adutora.

As obras do ramal do Agreste devem começar até junho de 2010. A licitação está prevista para os próximos meses. "Nossa previsão é de que as obras da adutora comecem até outubro de 2010. Queremos chegar junto com as obras do ramal", explicou João Bosco Almeida, durante uma reunião com a Imprensa em que detalhou projetos e aplicação de recursos da Compesa.

O custo da construção da adutora deve girar em torno de R$ 1,5 bilhão, o que a tornaria a maior obra no setor em Pernambuco. Somente para a realização do projeto a previsão é de que o orçamento fique entre R$ 10 milhões e R$ 15 milhões. A previsão é de que esse edital seja publicado pelo governo do estado nos dois primeiros meses do próximo ano. A Adutora seria construída pelo governo federal, mas um acordo com o Ministério da Integração Nacional está possibilitando a transferência do projeto para Pernambuco.

Quando estiver funcionando em plena atividade, o que está previsto para cinco anos depois do início do projeto, a adutora deve dar sustentabilidade hídrica ao Agreste, cujo abastecimento é prejudicado por não contar com grandes mananciais. O sistema abrange desde Arcoverde, consideradoinício do Sertão, até Gravatá, a apenas 85 quilômetros do Recife. Sua extensão deve alcançar, de acordo com a previsão da Compesa, aproximadamente 1.100 quilômetros.

Segundo João Bosco Almeida, o governo do estado deve concluir 2010 com R$ 1,94 bilhão investido em abastecimento de água e saneamento desde 2007, sendo que R$ 1,28 corresponde a recursos já assegurados. Destes, R$ 1,06 bilhão representam ações já em andamento, segundo o presidente da Compesa.

Entre essas ações, a principal é a construção do Sistema Adutor de Pirapama, no qual serão investidos R$ 479 milhões, no total. Quando concluída, a obra deve aumentar em 50% a oferta de abastecimento de água na Região Metropolitana do Recife, possibilitando o fim do racionamento nesses municípios. Pirapama deve atender cerca de 3,5 milhões de pessoas.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/2009/12/11/economia2_0.asp

Exibições: 485

Comentário de PEDRO SEVERINO DE SOUSA em 12 dezembro 2009 às 10:26


PROJETO DE INTEGRAÇÃO SÃO FRANCISCO(PISF)


PROPOSTA DE ESTUDO DE OUTRO TRAÇADO ALTERNATIVO DO EIXO NORTE DA TRANSPOSIÇÃO(PISF)...

Como já se sabe, o Eixo Norte, a partir da captação no rio São Francisco próximo à cidade de Cabrobó – PE, percorrerá cerca de 400 km, conduzindo água aos rios Salgado e Jaguaribe, no Ceará; Apodi, no Rio Grande do Norte; e Piranhas-Açu, na Paraíba e Rio Grande do Norte. Ao cruzar o Estado de Pernambuco este eixo disponibilizará água para atender as demandas de municípios inseridos em 3 sub-bacias do rio São Francisco: Brígida, Terra Nova e Pajeú. Para atender a região do Brígida, no oeste de Pernambuco, foi concebido um ramal de 110km de comprimento que derivará parte da vazão do Eixo Norte para os açudes Entre Montes e Chapéu.

Projetado para uma capacidade máxima de 99 m³/s, o Eixo Norte operará com uma vazão contínua de 16,4 m³/s, destinados ao consumo humano. Em períodos recorrentes de escassez de água nas bacias receptoras e de abundância na bacia do São Francisco (Sobradinho vertendo), as vazões transferidas poderão atingir a capacidade máxima estabelecida. Os volumes excedentes transferidos serão armazenados em reservatórios estratégicos existentes nas bacias receptoras: Atalho e Castanhão, no Ceará; Armando Ribeiro Gonçalves, Santa Cruz e Pau dos Ferros, no Rio Grande do Norte; Engenheiro Ávidos e São Gonçalo, na Paraíba; e Chapéu e Entre Montes, em Pernambuco.

Fonte:
Ministério da Integração Nacional.


Entretanto, dentro do Projeto Executivo do Eixo Norte da Transposição, é oportuno e salutar... Que se faça “Estudos” de “OUTRO TRAÇADO ALTERNATIVO DO EIXO NORTE DA TRANSPOSIÇÃO(PISF)”...

Já que as obras de captação deste referido Eixo Norte, executadas pelo Exercito Brasileiro, e pelo que se sabe, já estão bem adiantadas...E seus respectivos lotes executivos, todos já licitados...O invés de seguir seu curso Projetado, ou seja, de Cabrobó-PE, passando por Jati-PE... Ate desaguar no açude de Eng. Ávidos no Município e Cajazeiras – PB...

Seguiria outro traçado(caminho)...Ou seja, a partir de Salgueiro-PE... Tomaria outro rumo... Que desaguaria na barragem de SERRINHA II com capacidade Máxima de 311.000(trezentos e onze milhões) de metros cúbicos de água. Localizada no município de Serra Talhada-PE...Que atenderia a uma das entradas alternativa do Projeto São Francisco(PISF) pela na Serra da Baixa Verde,que deságua no vale do Piancó, através do Riacho Piancozinho...


Chegando até o “Complexo Coremas-Mãe D´Água”, com capacidade máxima de 1.358.000(hum bilhão trezentos e cinqüenta e oito milhões) de metros cúbicos de água...

Segundo, “Estudos Científicos”, é o manancial de maior eficiência hidráulica... Por possui 21,5m³/m² de eficiência hidraulica, uma das maiores do semi-árido nordestino...Pelo visto, com excelente "Poder Sinergetico"...E melhor distribuição de suas água para o Nordeste Setentrional, ou seja, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte...Por se encontrar localizado dentro de coordenadas geográficas, com latitude 7°3'36"S ; longitude 37°57'52"W e altitude de 245 metros de altura, que lhe dar estas condições naturais, privilegiadíssimas de ser açude distribuidor, por excelência, dos sertões nordestino brasileiro... Pois, o açude de Coremas, fica literalmente no “Meio” ou seja, “Equidistante”, entre os dois Eixos Norte e Leste...

Diante do exposto, dentro do contexto da valorização socioambiental e de uma valorização custo-benefício, esta outra alternativa ora apresentada trariam beneficios sócio-econômico-ambiental entre Salgueiro-PE, Serra Talhada-PE e Santa Cruz da Baixa Verde–PE, se não para o projeto de integração São Francisco(PISF)...Todavia, certamente, serviria de exemplos, para outros projetos de interligação de bacia Hidrográficas, ou então, na equação no equivoco, ao meu vê, do atual Projeto de integração São Francisco(PISF), concernente ao Eixo Norte...E/ou então, servirá de Proposta para num futuro próximo do Estado de Pernambuco interligar suas bacias hidrográficas do Pajéu, Brígida e Terra Nova...Só assim, atendendo ao Estado de Pernambuco de sua demanda de água, que é crescente, em todos os seus usos, nas suas regiões acima citadas...

Em suma, teria uma maior difusão do “Projeto de Integração do São Francisco”(PISF)...Ou seja, distribuiria as águas do “Velho Chico”, com uma melhor “Eqüidade”, Sócio-Econômico-Ambiental...



DO ESCRITOR
PEDRO SEVERINO DE SOUSA
DO LIVRO: ÀGUA: A ESSÊNCIA DA VIDA
JOÃO PESSOA(PB), 23.10.2009

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço