Pegue uma canção triste e faça-a ainda mais triste.
É o que acontece, por exemplo, com esta canção dos Beatles. O truque consiste em transportar a música, originalmente composta em tom maior, para um tom menor.
Vi a violonista Rosinha de Valença (1941 - 2004), em show no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, fazer isto com a música "Asa Branca".
[VÍDEO]
"Hey Jude" foi escrita em junho de 1968, quando Paul McCartney foi visitar Cynthia Lennon e seu filho Julian. Após o interesse de John em Yoko Ono e o pedido de divorcio de Cynthia, Paul como amigo do ex-casal, sentiu que precisava dar seu apoio a ela.
Segundo Paul, no “The Beatles Anthology”: "Eu achei que como amigo da família eu poderia ir a casa deles dizer que tudo ficaria bem, tentar animá-los e ver como estavam. Eu dirigi cerca de uma hora. Eu costumava desligar o rádio nessas viagens e cantarolar, vendo se conseguia compor canções. Então comecei a cantar - 'Hey Jules - don't make it bad, take a sad song, and make it better...' – como uma mensagem de esperança para Julian. Tipo, ‘qual é cara, seus pais estão se divorciando, sei que não esta feliz, mas você ficará bem.’ Depois eu mudei o nome de Jules para Jude, que era um personagem em Oklahoma! e eu gostei do nome.”
http://blogdopg.blogspot.com.br/2013/03/hey-jude.html

Classificação:
  • Atualmente, 0/5 estrelas.

Exibições: 55

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço