Manifestação popular carnavalesca encontrada em municípios do Recôncavo Baiano.

Classificação:
  • Atualmente, 0/5 estrelas.

Exibições: 66

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Comentário de Josias Pires Neto em 26 junho 2009 às 0:48
Os mandus são uma espécie de mascarados vinvulados a terreiros de candomblé, de onde saíram desde, pelo menos, o século XIX para festas de rua, sobretudo o carnaval. Na cabeça, o brincante leva uma arupemba (peneira de palha) recoberta de pano. A deformação do corpo se completa com o uso de uma vara estendida na altura dos ombros, recoberta por um plaletó, cujas mangas pendem nas pontas da vara. A palavra pode ser originária de uma raiz bantu (muntu, que significa homem) como pode ser também indígena (mandu, uma espécie de fantasma que aparecia nas mascaradas das aldeias de catequese). A palavra mandu tem uso corrente no Recôncavo Baiano significante "coisa feia", "fantasmagoria", "situação complecada", etc. Este vídeo é um trabalho de conclusão de curso da videomaker Camila Morgause.

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço